Mesmo com proibição, festas clandestinas de Carnaval são divulgadas em Campo Grande

Mesmo com o decreto da Prefeitura de Campo Grande que suspende qualquer atividade que gere aglomeração entre 12 e 17 de fevereiro, dias que seriam do Carnaval de 2021, por conta da pandemia de coronavírus, organizadores de festas clandestinas continuam a divulgar os eventos pelas redes sociais. Em um dos convites, a festa conhecida como […]
| 10/02/2021
- 22:09
Mesmo com proibição, festas clandestinas de Carnaval são divulgadas em Campo Grande
Com 'receio', organizadores não divulgam local nas publicações. (Foto: Reprodução) - Com 'receio', organizadores não divulgam local nas publicações. (Foto: Reprodução)

Mesmo com o decreto da que suspende qualquer atividade que gere aglomeração entre 12 e 17 de fevereiro, dias que seriam do de 2021, por conta da pandemia de coronavírus, organizadores de festas clandestinas continuam a divulgar os eventos pelas redes sociais.

Em um dos convites, a festa conhecida como Baile Megatron, promete acontecer na noite de sábado (13), com direito a entrada free, área de alimentação, bar e bebidas liberadas para quem chegar primeiro.

Com ‘receio’ de , a organização não divulga o local da festa. No ano passado o baile aconteceu no bairro Caiobá. O Decreto tem uma série de restrições, que incluem proibição de consumo de bebida em conveniência e veto a concessão de alvarás, está no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta quarta-feira (10).

Segundo o texto, a regra vale para eventos em espaços públicos ou privados de uso coletivo, com ou sem acesso ao público em geral, em ambiente fechado ou aberto, ‘que tenham por finalidade realizar comemorações de festas carnavalescas’.

A Sesdes (Secretaria Municipal Especial de Segurança e Defesa Social) divulgou o plano de segurança para evitar aglomerações e festas de Carnaval que, consequentemente, podem aumentar casos da Covid-19 em Campo Grande.

Conforme o planejamento da prefeitura, 46 agentes da GCM (Guarda Civil Metropolitana) e 30 viaturas devem estar realizando fiscalização e monitoramento preventivo de 12 a 14 de fevereiro deste ano. A operação de 24 horas por dia tem objetivo de cumprir as normas e decretos para prevenção de controle da doença, como o toque de recolher, proibição de festas e aglomeração de moradores.

Veja também

Últimas notícias