Cotidiano

Crise hídrica? Confira como economizar e ajudar a evitar escassez de água e energia em MS

Reservatórios responsáveis por 70% da geração de energia do país estão com apenas 30,2% de sua capacidade

Fábio Oruê Publicado em 27/06/2021, às 14h30

Barragem hidroelétrica de Itaipu, no rio Paraná, entre o Brasil e o Paraguai
Barragem hidroelétrica de Itaipu, no rio Paraná, entre o Brasil e o Paraguai - Foto: Alan Santos/PR

Com baixos índices de chuva em 2021, Mato Grosso do Sul e outros quatros estados podem passar por quedas de energia neste ano, o que fez o SNM (Sistema Nacional de Meteorologia) emitir alerta de emergência hídrica.

Atualmente, os reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por 70% da geração de energia do país, estão com apenas 30,2% de sua capacidade. Além de MS, o alerta também abrange Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Paraná.

Possíveis problemas podem decorrer desta situação, mas a economia de água e energia podem ajudar a amenizar a escassez fluvial e consequentemente de luz elétrica. 

O racionamento de energia e a falta de água pode assustar ao se falar em crise hídrica, o que pode fazer as pessoas repensarem os seus hábitos. A universitária Natália Tavares, de 24 anos, teve a ideia de "economia de água" implantada cabeça desde pequena. 

"Eu era cuidada pela minha avó e desde sempre ela brigava porque não era para ficar 'brincado no banho' e não deixava a gente [Natália e os primos] tomar banho de mangueira", contou ela ao Jornal Midiamax.

A estudante também disse marcou muito na memória quando via a avó guardar a água da máquina de lavar roupa usar para jogar nas calçadas e varanda. "Meus banhos geralmente são rápidos, mas ainda não cheguei no nível de guardar água da máquina; mas é importante", brincou. 

Apesar de ser a pior crise em 91 anos no Brasil, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, descartou a necessidade de racionamento de eletricidade ao participar de audiência pública da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados na quarta-feira (23).

Como economizar?

Água:

  • Tome banho rápido
  • Use a capacidade máxima da máquina de lavar roupas, e estabeleça um dia para lavar a roupa da família
  • Limpe os restos de comida antes de lavar a louça
  • Lave frutas e verduras na bacia
  • Feche bem todas as torneiras da casa
  • Evite vazamentos em casa
  • Lave o carro com balde
  • Tenha o hábito de usar a vassoura, e não a mangueira para limpar a calçada e o quintal da sua casa.

Energia:

  • Invista nas lâmpadas certas: Troque as lâmpadas eletrônicas pelas de LED.
  • Use fotocélulas no exterior e em varandas: As células fotoelétricas acendem apenas à noite, quando a sombra as alcança, por isso ajudam a economizar energia em casa. No jardim, outra boa pedida são as luminárias solares, que armazenam a energia do sol durante o dia e acendem à noite sem gastar nada de energia elétrica artificial.
  • Evite deixar aparelhos eletrônicos em stand by: Mesmo desligados, o aparelhos eletrônicos em stand by podem representar um gasto elétrico de até 12%.
  • Racionalize o uso do ferro elétrico, chuveiro e da máquina de lavar: Evite usar esses aparelhos, considerados de alto consumo, nos horários de pico. O consumo é maior e eles acabam puxando ainda mais, fazendo o reloginho andar mais depressa. O chuveiro elétrico gasta mais entre 18h e 21h, quando a maioria das pessoas chega do trabalho.
  • Regule a temperatura da geladeira de acordo com a estação: Use o termostato da geladeira de acordo com a temperatura ambiente. No inverno, ao contrário do verão, ele não precisa ficar no máximo, ajudando a economizar energia.
  • Evite deixar fogão e geladeira muito próximos: Quando estão muito próximos, fogão e geladeira podem interferir um no consumo de energia do outro por causa da diferença de temperaturas.
  • Tire os aparelhos da tomada no final do expediente: Em tempos de homeoffice, tire os aparelhos da tomada se só usá-los novamente no dia seguinte.
  • Verifique a borracha de vedação da geladeira: Borrachas em mal estado de conservação fazem a geladeira ligar o motor mais vezes para manter a temperatura. Mantê-las sempre novas ajuda a conservar melhor os ambientes e a gastar menos energia.
  • Não forre as prateleiras da geladeira: Aqueles forrinhos nas prateleiras podem até ser bonitinhos para alguns, mas prejudicam a circulação do ar frio. A geladeira também trabalhará mais, puxando mais energia, para compensar.
  • Mantenha os filtros dos aparelhos de ar-condicionado bem higienizados: O filtro sujo também faz com que o temporizador do ar-condicionado seja acionado mais vezes para manter a temperatura. Filtros bem higienizados e limpos também significam economia de energia em casa.
Jornal Midiamax