Juntas, síndrome respiratória e Covid-19 já somam 934 internações em MS

Mato Grosso do Sul, está com 934 pacientes internados por causa de Covid-19 ou Srag, até esta segunda-feira (8).
| 08/03/2021
- 17:55
Juntas, síndrome respiratória e Covid-19 já somam 934 internações em MS
(Foto: Agência Brasil) - (Foto: Agência Brasil)

Com o avanço da , ter leitos disponíveis é crucial para o enfrentamento do coronavírus. Entretanto, como a rápida disseminação do vírus, o sistema de Saúde acaba ficando sobrecarregado e pode gerar um colapso. Próximo desta realidade está Mato Grosso do Sul, está com 934 pacientes internados por causa de ou Srag (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

As internações são em leitos clínicos e de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Os dados foram atualizados pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), no Portal Mais Saúde às 13h30 desta segunda-feira (8).

Assim, o painel mostra que 98,48% dos leitos de UTI estão ocupados em MS, com pacientes de Srag ou Covid-19. Então, dos 396 existentes, cerca de 389 atendem internações no momento.

Já em relação aos leitos clínicos, o portal aponta que são 1.093 existentes. Destes, 49,95% estão ocupados, ou seja, aproximadamente 545 leitos atendem pacientes com coronavírus ou Srag.

Internações por Covid-19

De acordo com o último boletim da SES, MS possui 724 internações causadas apenas por Covid-19. Vale lembrar este valor inclui leitos clínicos e de UTIs, de instituições públicas e privadas.

Então, se comparadas com o total de internações por Srag e coronavírus, mais da metade foram causadas com a pandemia. Ou seja, no Estado, 77,5% das pessoas internadas por estas doenças, estão nesta situação devido ao coronavírus.

O número de internados por Covid-19 em MS é o maior desde o início da pandemia. Na macrorregião de Campo Grande a ocupação chegou a 100% e em Corumbá os leitos estão 101% ocupados.

Assim, pelo menos três regiões do Estado estão sem novas vagas disponíveis em UTIs: Jardim, que conta apenas com 6 leitos, Ponta Porã, que tem 30 leitos críticos e Naviraí, que conta com 10 vagas. Outras cidades que também estão sem vagas são: Paranaíba e Sidrolândia.

Veja também

Estado tem 22 casos suspeitos da varíola dos macacos

Últimas notícias