Investigada bancou despesa de secretário de Reinaldo que ‘escapou’ de operação. Leia no Midiamax Diário

Empresa alvo da Operação Clena pagou custas judiciais em processo de Carlos Alberto de Assis, ex-titular da SAD
| 13/07/2021
- 11:00
Investigada bancou despesa de secretário de Reinaldo que ‘escapou’ de operação. Leia no Midiamax Diário
Edição impressa é distribuída gratuitamente em terminais de ônibus e em mais de 40 pontos da cidade - Reprodução

Reportagem desta terça-feira (13) do Midiamax Diário aponta que uma empresa investigada na Operação Clean, que apura corrupção, peculato, associação criminosa e fraude em licitação do Governo do Estado pagou custas judiciais em processo que era movido por Carlos Alberto de Assis, ex-titular da Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização quando a ação do Ministério Público foi às ruas.

A também venceu pregão, em 2017, de R$ 2,67 milhões, quando Assis respondia pela SAD e tem entre seus sócios a advogada do agora diretor da Agepan.

A versão impressa do traz também matéria sobre a perspectiva do Governo do Estado de desobrigar o uso de quando 80% da população estiver vacinada contra a Covid-19; além de reportagem sobre operações no trânsito que, em 6 meses, encontraram quase 2 mil condutores embriagados nas Ruas de Campo Grande.

A edição ainda aborda a nova derrota do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na tentativa de censurar o vereador Tiago Vargas (PSD) e fala sobre o Aluguel Social, pelo qual a Prefeitura de Campo Grande poderá pagar parte do que famílias carentes gastam com moradia.

O Midiamax Diário é distribuído gratuitamente nos terminais de ônibus e em mais de 40 pontos na periferia de Campo Grande. Você também pode ver versão online da edição abaixo deste texto ou na banca virtual Issuu.

Veja também

Nas últimas 24 horas, municípios registram variação de 15% na umidade do ar

Últimas notícias