Cotidiano

Instituto e FAC se juntam para aulas de reforço a famílias vulneráveis de Campo Grande

Voluntários ministram aulas gratuitas de reforço na intenção de cooperar com as famílias

Maria Eduarda Fernandes Publicado em 18/10/2021, às 15h30

Dupla de amigos ministram aulas de matemática, português, redação e atualidades.
Dupla de amigos ministram aulas de matemática, português, redação e atualidades. - Divulgação/Prefeitura

Com a intenção de ajudar, uma dupla de amigos em Campo Grande começou uma ação social que consiste em distribuição de cestas básicas e conhecimento religioso para algumas famílias vulneráveis da Capital. O projeto teve início há 10 anos, e hoje carrega o nome de Instituto Ser Integral. A ação consiste em proporcionar reforço escolar, na intenção de evidenciar os jovens no mercado de trabalho.

A instituição conta com ajuda de voluntários que se disponibilizam a ministrar aulas gratuitas de matemática, português, redação e atualidades para o ensino fundamental. O FAC (Fundo de Apoio à Comunidade) atende as famílias de toda região campo-grandense, juntamente ao Instituto Ser Integral e assistentes sociais, que atuam com o mesmo propósito, que é o de aprovar os alunos em concursos públicos e particulares.

A primeira-dama de Campo Grande, Tatiana Trad, falou sobre a importância da parceria do projeto com o FAC. “Nós atendemos as famílias desses alunos que hoje passam por dificuldades, mas que por meio de pessoas preocupadas com um futuro de mais igualdades sociais, se dedicam a estimular esses jovens a pensarem grande e acreditarem que podem sim ter uma vida financeira diferente e melhor”.

Como muitas áreas, o ensino também teve que se adaptar à nova realidade com a chegada da pandemia. Por isso, as aulas estão sendo no formato online, explicou o professor e presidente do Instituto, João Carlos N. Ferreira Junior.

Aulas Gratuitas

As aulas que ocorrem nas segundas, quartas e sextas-feiras são aplicadas para os alunos do 4º ao 6º anos em ambos os turnos. Já a turma avançada do 4º ao 6º, conta com três provas semanais e com aulas todos os dias das 18h15 às 19h30 e no sábado pela manhã.

O instituto almeja alcançar mais famílias. Os voluntários pedem para que outros parceiros abracem a ideia. “Relevante é o apoio simultâneo da assistência social, educação e de outras áreas humanas. Precisamos de estrutura para montar salas de aulas nas diferentes regiões da cidade, assim como equipamentos audiovisuais para a transmissão das aulas”, ressalta João.

Jornal Midiamax