VÍDEO: Incêndios no Pantanal em MS triplicam e Bombeiros fazem sepultamento de animais

Bombeiros trabalham até de madrugada e chamam a atenção para morte de animais
| 24/08/2021
- 13:51
Animais encontrados carbonizados no Pantanal durante o ano de 2021
Animais encontrados carbonizados no Pantanal durante o ano de 2021 - Divulgação

O Pantanal de viu o número de incêndios florestais triplicar em uma semana. Conforme o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), enquanto no dia 17 de agosto eram 77 focos de fogo no bioma, nesta terça-feira (24) são 312. Com tanta vegetação sendo queimada, o número de animais carbonizados chama atenção das equipes de bombeiros.

Comandante da Operação Portal do Pantanal, realizada em Porto Murtinho, o epicentro do fogo em MS, o tenente-coronel Fernando Carminati explicou que os militares envolvidos no combate às chamas ficaram sensibilizados com os animais encontrados mortos e decidiram realizar um enterro simbólico de um macaco carbonizado. "Todos os militares ficaram chocados, por mais que estejamos acostumados, imagens como esta sempre nos comovem. Decidimos realizar o enterro do animalzinho na tentativa de demonstrar a importância da fauna e da flora e de conscientizar a população dos perigos do fogo", lamentou.

As equipes também encontraram tatus e outras espécies características da região mortas. Veja o vídeo do combate  aos incêndios e com trecho do enterro simbólico do macaco:

Efetivo reforçado

Diante do agravamento da situação, o enviou mais 36 militares para reforçar o efetivo que atua na Operação Hefesto, montada há 53 dias para combater as chamas no Pantanal.

Com isso, já são 103 homens atuando em 3 frentes de trabalho em Corumbá, sendo 1 na Estrada Carandazal, 1 na região do Mirim e outra que foi deslocada para a rodovia a 50km de Corumbá, onde um novo foco foi identificado.

Mais de 80% dos 386 focos de incêndio registrados nas últimas 24h em Mato Grosso do Sul estão no Pantanal. Somente Porto Murtinho e Corumbá concentram 283 focos de incêndio, sendo 176 e 107, respectivamente. Na sequência, aparece Aquidauana, com 29 focos.

Para se ter uma ideia do quanto a situação se agravou, há uma semana, MS tinha apenas 97 focos de incêndio ativos, com 47 em Porto Murtinho e 29 em Corumbá.

De acordo com a tenente-coronel Tatiane, as condições não estão favoráveis. "A vegetação fica extremamente seca e propensa à propagação de incêndios", disse.

combate incendio pantanal div pOtZmvV
Cenário encontrado pelas equipes dos bombeiros é desolador - Foto: Divulgação / Assessoria do Corpo de Bombeiros

Até de madrugada

Porto Murtinho se tornou o epicentro dos incêndios em Mato Grosso do Sul nos últimos dias. Na sexta e sábado, o município registrou o maior número de focos de calor em 24h do país.

Conforme dados do Inpe, Porto Murtinho soma mais de 1 mil focos de incêndio em agosto, sendo que 733 foram registrados nos últimos 4 dias. O tenente-coronel Carminati disse que o combate ao fogo ocorre até de madrugada. "Ontem foi realizado combate com aeronave durante o dia, noite e madrugada. Conseguimos conter o fogo na região norte, que agora está na vigilância", reforçou.

Com as condições adversas do tempo, outros focos surgem. "Tem fogo muito intenso na Fazenda Tereré. O fogo desceu do morro e desceu para a fazenda", informa o tenente-coronel sobre a maior preocupação dos militares empenhados na região.

incendios pantanal sobrevoo
Aeronave sobrevoa região de incêndio em Porto Murtinho - Foto: Divulgação / Assessoria do Corpo de Bombeiros

Há, ainda, outros focos de calor como na região da Ingazeira, próximo à rodovia MS-280. Assim, Carminati explica que, devido às condições, os bombeiros utilizam o combate indireto. "Apesar de serem muitos focos, é uma região de carandás [espécie de árvore típica da região], então, não é possível o combate direto. Nós atuamos na proteção com aceiros e com uso de aeronaves", explicou.

Veja também

Policiais ambientais resgataram uma capivara ferida com um cabo de aço de armadilha nesta quarta-feira...

Últimas notícias