Cotidiano

Há mais de 1 ano na espera, sorteada no Aero Rancho será despejada e não tem para onde ir

Mãe de dois filhos, uma das sorteadas para morar no Conjunto Residencial do Aero Rancho VIII, em Campo Grande, tem poucos dias para se organizar e conseguir um lugar para ficar, até que consiga as chaves do apartamento sorteado pela Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), que está na espera por […]

Karina Campos Publicado em 25/01/2021, às 16h01 - Atualizado em 26/01/2021, às 06h54

(Foto: Arquivo/Governo do Estado)
(Foto: Arquivo/Governo do Estado) - (Foto: Arquivo/Governo do Estado)

Mãe de dois filhos, uma das sorteadas para morar no Conjunto Residencial do Aero Rancho VIII, em Campo Grande, tem poucos dias para se organizar e conseguir um lugar para ficar, até que consiga as chaves do apartamento sorteado pela Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), que está na espera por mais de um ano.

Segundo ela, que preferiu não se identificar, a alegria tomou conta depois de saber que foi uma das contempladas na nova moradia. Porém, depois da longa espera, o sentimento virou angustia e desespero, principalmente por não ter outro lugar para morar com os filhos, sendo um deles com necessidades especiais.

“Moro de favor e a dona da casa me deu 45 dias para sair. Não sei o que vou fazer e onde vou ficar com duas crianças. Eu ligo, procuro, mas nunca me dão uma previsão. Eu não tenho dinheiro e condições de alugar uma casa. Fico muito preocupada, isso está me tirando o sono”, lamenta.

Outra indignação dos contemplados é que nem mesmo a chave do local receberam, porém, toda a documentação já foi entrega na agência. “Não estamos com a chave nas mãos, nem isso que possa fortalecer que temos um lugar”, disse.

A lista com os ‘sortudos’ foi divulgada pela agência em junho de 2019. Cerca de 210 apartamentos no Portal Laranjeiras; 154 no Sírio Libanês I, II e III; 119 no Jardim Aero Rancho VII e 119 no Jardim Aero Rancho VIII, seriam destinados para famílias de baixa renda cadastradas no Programa Minha Casa Minha Vida.

A Agehab informou, em nota, que o motivo da espera é que a infraestrutura externa ainda não foi concluída. “Conforme a Caixa Econômica Federal, a mesma encontra- se em estágio final, com 99% pronto. A data prevista de entrega ainda será definida”, comunicou.

A reportagem entrou em contato com a Caixa e aguarda um posicionamento sobre o atraso e uma possível previsão para conclusão das obras.

Nesta semana, a instituição financeira  confirmou que a revisão de entrega dos 368 apartamentos populares no Portal das Laranjeiras, em Campo Grande, é para março de 2021.

Conforme o banco, os residenciais Sírio Libanês e Portal das Laranjeiras estão em fase de finalização de obras e legalização. “Assim, com a conclusão das obras de infraestrutura externa, sob responsabilidade da EMHA (Agência Municipal de Habitação de Campo Grande), estimamos a entrega das unidades para março de 2021″.

Jornal Midiamax