Cotidiano

Ex-presidente da Santa Casa, Walter Duailibi morre aos 75 anos vítima do coronavírus

Ele ainda era referência em anestesiologia no Estado

Mylena Rocha Publicado em 19/05/2021, às 12h21

None

Ex-presidente da Santa Casa e referência em anestesiologia em Mato Grosso do Sul, o médico Walter Duailibi faleceu na última segunda-feira (17) vítima do coronavírus. Ele morreu aos 75 anos por conta das complicações causadas pelo vírus. 

O médico teve uma trajetória profissional marcada por grandes conquistas. Ele foi um dos sócios fundadores do Servan e por alguns anos esteve à frente na presidência. Além disso, dr. Walter Duailibi foi ex-presidente da Santa Casa de Campo Grande, responsável por melhorias e mudanças que impactaram de forma positiva na área da saúde.

O senador e colega de profissão Nelson Trad Filho lamentou a morte do dr. Walter Duailibi. Ele frisa que o médico se destacou como um dos pioneiros na anestesiologia em MS. “Um exemplo de profissional ético, correto e que deixa realmente um legado muito grande a todos nós. Idealizou o serviço de anestesia, o primeiro serviço de formação profissional de anestesiologista do Mato Grosso do Sul. Meus sentimentos à esposa e aos filhos”, disse.

Conhecido não apenas por sua luta pela classe dos anestesistas, ele será lembrado também pelo cuidado com cada paciente e pela relação com os colegas de profissão. Segundo o anestesiologista e diretor administrativo, dr. Paulo André Costa Novaes, o anestesiologista foi um verdadeiro mestre. 

“Dr. Walter foi um grande mestre. Me ensinou muito na medicina, mas, sobretudo, o que não está escrito nos livros. Me ensinou a cuidar com carinho, a ser disponível, a fidelizar o meu cliente, a respeitar o momento, enfim, foi um sábio, visionário e um verdadeiro gentleman”.

Jornal Midiamax