Cotidiano

Empresa é multada em R$ 3 mil por extração ilegal de aterro no interior de MS

Material estava sendo realizada para aterrar uma área e abrir ruas para a instalação de um supermercado atacadista

Fábio Oruê Publicado em 26/06/2021, às 18h01

Os responsáveis responderão por crime ambiental
Os responsáveis responderão por crime ambiental - Foto: Divulgação/ PMA

Durante fiscalização ambiental no município de Ivinhema, depois de receberem denúncia de movimentação de aterro ilegalmente, a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Batayporã autuou na sexta-feira (25), uma empresa que realizava extração de aterro sem autorização ambiental.

De acordo com a corporação, a equipe foi ao local, confirmou a denúncia e verificou que a empresa, que dentre suas atividades efetua venda de terrenos, estava realizando movimentação de minério de aterro com uso de máquinas de um terreno para outro, sem a licença obrigatória do ambiental.

Segundo o responsável, ambos os terrenos pertenciam à empresa e a movimentação do material mineral estava sendo realizada para aterrar uma área e abrir ruas para a instalação de um supermercado atacadista de alimentos no local. As atividades foram paralisadas pelos policiais devido à falta de licença.

A empresa com domicílio jurídico em Ivinhema foi multada em R$ 3 mil. Os responsáveis também responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora em desacordo com a autorização ambiental. A pena é de três a seis meses de detenção.

Jornal Midiamax