Cotidiano

Em noite gelada, 'furões' ficam em casa e ninguém é abordado durante toque de recolher

Pela primeira vez desde o início da fiscalização, ninguém foi flagrado nas ruas no horário proibido

Mylena Rocha Publicado em 30/06/2021, às 09h21

None
Divulgação/GCM

O frio severo tem impressionado os campo-grandenses e, pela primeira vez desde o início da fiscalização, as equipes não abordaram ninguém nas ruas após o toque de recolher. As baixas temperaturas fizeram o que as autoridades têm pedido há muito tempo: deixaram a população em casa. A madrugada desta quarta-feira (30) registrou temperatura de 3,7ºC, com sensação térmica de 0ºC. 

Conforme balanço divulgado pela GCM (Guarda Civil Metropolitana), nenhum estabelecimento foi flagrado aberto após o toque de recolher. Além disso, ninguém foi flagrado nas ruas no horário proibido. A Guarda realiza ações de fiscalização nas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo.

A fiscalização contou com a atuação de 73 guardas municipais, em 18 viaturas e 17 motos. Conforme balanço, o canal de denúncias realizou 75 atendimentos na terça-feira (29). 

Também foi realizada uma operação para reduzir acidentes no trânsito, parceria da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Ao todo, foram feitas 195 abordagens, sendo 162 carros e 33 motos. Conforme dados, 196 pessoas passaram pelo teste do bafômetro, mas três recusaram. Foram identificados dois casos de embriaguez ao volante. 

Jornal Midiamax