Cotidiano

Dourados projeta adesão de 95% dos alunos ao ensino presencial da Reme até sexta

Índice, segundo a Prefeitura, é 15% maior do que o registrado na retomada do ensino escalonado, que foi de 80%

Marcos Morandi Publicado em 20/10/2021, às 10h02

Alunos da Reme de Dourados durante volta às aulas 100% presencial
Alunos da Reme de Dourados durante volta às aulas 100% presencial - Leandro Silva

Levantamento feito pela Prefeitura de Dourados, mostra que a retomada às aulas 100% presenciais, iniciadas na última segunda-feira (18), deve ter a adesão de 95% dos alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino) até sexta-feira (22). A projeção é da Semed (Secretaria Municipal de Ensino).

A volta às aulas presenciais no modelo escalonado, de acordo com a Semed, ocorreu no dia 16 de agosto, após os pais assinarem o termo de compromisso de envio dos alunos. Em um primeiro momento, cerca de 80% dos alunos retomaram a sala de aula e os outros 20% optaram por continuar no ensino remoto.

“Na semana passada, enquanto os alunos estavam em casa por conta da ‘semana do saco cheio’, a administração das escolas recebeu pais que desejavam retomar o ensino presencial para os filhos, mas ainda não haviam assinado o termo de compromisso. Até o fim desta semana esperamos um aumento de 15% no número de alunos que optaram pelo ensino 100% presencial”, destacou a secretária municipal de Educação, Ana Paula Benitez Fernandes.

Até o fim deste ano, a escolha pelo ensino remoto continua sendo dos pais e aqueles que assinaram o termo para continuar neste formato, não precisam voltar às escolas para assinar um novo termo de compromisso.

Já a retomada 100% presencial contemplou as 46 escolas municipais e 37 dos 39 CEIM’s (Centros de Educação Infantil Municipais), isso porque dois deles tiveram o abastecimento de energia suspenso devido ao temporal da última sexta-feira (15), sendo eles: Ceim Maria Madalena de Aguiar – Raio de Sol, Parque das Nações I, e Ceim Recanto Raízes, Jardim Rasselen.

“É uma satisfação muito grande visitar as escolas e ver todos os alunos em sala. Esse período de pandemia foi muito difícil tanto para as crianças, quanto para os professores, agora é trabalhar para recuperar conteúdo e fornecer a melhor educação possível para nossos alunos”, pontuou.

A chuva ainda causou avarias na estrutura do telhado de algumas turmas nas E.M. Clarice Bastos Rosa e Lóide Bonfim Andrade. A última já passou por reparos e retomou as aulas nesta terça-feira (19) e outras duas turmas da escola Clarice Bastos Rosa devem retornar logos após a conclusão dos serviços.

Jornal Midiamax