Cotidiano

De barriga para cima e sem cobertores: confira quais cuidados tomar ao dormir com um bebê na mesma cama

Especialista alerta os pais e dá dicas para evitar incidentes

Mariane Chianezi Publicado em 22/07/2021, às 17h30

None
Ilustrativa

A vontade de ter o filho por perto leva os pais a deixarem que o bebê durma na mesma cama, mas compartilhar o leito com recém-nascidos é arriscado e especialista pontua os cuidados necessários para dormir com neném na mesma cama. Nesta quarta-feira (21), um bebê foi encontrado morto pela mãe após ter sido amamentado e colocado para dormir na cama do casal. 

Conforme a pediatra Amanda Coutinho, de Campo Grande, deixar o bebê dormir na mesma cama dos pais assim como deixar os bebês dormindo no mesmo quarto, é preciso se atendar as medidas de segurança. Os pais devem sempre colocar os bebês para dormir de barriga para cima, nunca de lado ou de barriga para baixo, pois ajuda a proteger a criança da Síndrome de Morte Súbita Infantil.

“Escolha um colchão firme, sem cobertores que possam cobrir a cabeça, almofadas e bichos de pelúcia. Nunca coloque seu bebê para dormir, ou adormecer com ele, em um local de superfície insegura, como sofá, cadeira, poltrona de amamentação, sofá-cama, cama inflável ou colchão d’água”, disse.

A pediatra explica ser preciso deixar o bebê fresco, ajustando as roupas e a temperatura do quarto para evitar que o bebê superaqueça. “Use um ventilador no quarto onde o bebê dorme, para ajudar a circular o ar e manter o ambiente fresco”, disse.

Os bebês não devem dormir sozinhos em uma cama de adulto, mesmo nas sonecas, explicou Coutinho. “Se você não possui um berço ou outro lugar seguro para seu bebê tirar sonecas, coloque um colchão menor no chão ou até um futon, e certifique-se que o ambiente está seguro para o bebê. O bebê conforto não deve ser usado para sonecas, nem para dormir”, orientou.

Cuidados da cama compartilhada

A médica diz que as mamães devem optar sempre por amamentar e assim, ter mais tempo em estágios mais leves de sono, ficando e alertar aos bebês. A mãe precisa dormir com o bebê em uma posição protetora. A pediatra explica:

“Com joelhos dobrados para cima, isso previne que o bebê desça e acabe ficando debaixo de um cobertor, por exemplo. A mãe deve deixar o bebê sempre próximo, ao invés de deixa-lo entre o pai e a mãe. Isso evita que um pai que tenha sono muito pesado, por exemplo, não perceba o bebê ao seu lado”, disse.

É recomendado que os casais usem grades ou protetores de cama quando colocar o bebê na cama da família. Preencher qualquer espaço entre a cama e as paredes, cabeceira e móveis com uma manta ou toalha enrolada. “Se você colocar o colchão ou futon no chão, longe das paredes, você também evita o risco de quedas, além do risco do bebê cair em alguns espaços pequenos”, comenta.

A recomendação é que babás e irmãos mais velhos não durmam com o bebê na mesma cama, pois eles também não estarão alerta aos movimentos e à presença do bebê.

Jornal Midiamax