Cotidiano

Covid ou gripe? Mesmo com sintomas leves, infectologista orienta testagem logo nos primeiros dias em MS

“Quando a pessoa nega, ela está colocando as outras em risco”, alerta

Mylena Rocha Publicado em 26/05/2021, às 15h00

Febre, cansaço e tosse, por exemplo, podem ser tanto sintomas da gripe como do coronavírus.
Febre, cansaço e tosse, por exemplo, podem ser tanto sintomas da gripe como do coronavírus. - Foto Ilustrativa/Leonardo de França

Com a chegada do frio, aumentam os casos de pessoas com sintomas que podem ser confundidos com a gripe. Sinais como febre, cansaço e tosse, por exemplo, podem ser tanto sintomas da gripe como do coronavírus e é aí que mora o perigo. Infectologista conversou com a reportagem e orienta fazer o teste de Covid-19 o quanto antes para evitar riscos. 

Há relatos de pessoas que apresentam sintomas, mas por acreditar que estão gripadas, acabam não procurando atendimento e seguem com a rotina normalmente. Caso os sintomas se agravem e chegue a hora de fazer o teste, pode ser tarde demais, já que o RT-PCR deve ser feito em até oito dias de sintomas. 

O médico infectologista Rodrigo Nascimento Coelho explica que negar a doença é um problema que pode trazer consequências. Mesmo com os sintomas leves, a dica é procurar a testagem o quanto antes. 

“Se a pessoa não quer testar, ela está negando que possa ter a doença. A negação pode levar a sérias consequências, como a transmissão a outras pessoas e assim por diante”, diz.

O infectologista ressalta que os casos de coronavírus podem apresentar sintomas diferentes dependendo da pessoa. Enquanto alguns casos evoluem para a forma grave da doença, outras pessoas sequer apresentam qualquer sintoma. Por isso, é preciso ficar muito atento e respeitar as orientações das autoridades sempre: evitar aglomerações, utilizar máscaras, manter a higiene das mãos e o distanciamento social.

“Quando a pessoa tem essa tendência a negar que está infectada pelo covid, sabendo que nem todos os casos evoluem para forma grave e sabendo que temos muitas pessoas assintomáticas, ela está colocando as pessoas que entram em contato com ela em risco. Cada paciente desenvolve a doença de forma diferente, em graus diferentes de gravidade”, frisa.

A orientação do médico é que se a pessoa apresentar sintomas relacionados ao coronavírus, mesmo que leves, é preciso testar o quanto antes. A testagem vai garantir que a pessoa fique em isolamento e evitar a contaminação de outras. Além disso, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) recomenda que as pessoas procurem atendimento cedo e que não deixem para buscar ajuda só quando os sintomas graves aparecerem.

Diante da falta de informação e até do medo do coronavírus, Rodrigo Nascimento explica que é preciso conscientizar a população. “[Com uma] campanha envolvendo a imprensa, órgãos de divulgação, secretarias de saúde e assim por diante”, diz. 

Onde fazer testes de Covid-19? Há testes disponíveis nas unidades de saúde de Campo Grande. Confira a lista e orientações aqui.

Jornal Midiamax