Cotidiano

Consórcio que Campo Grande e 37 municípios de MS participam deve comprar 30 milhões de doses da Sputnik V

Ainda não foi divulgado como será feita a divisão das doses entre os participantes do Consórcio

Dândara Genelhú Publicado em 20/04/2021, às 17h30

None

O Consórcio Conectar, que conta com a participação de Campo Grande e outros 37 municípios de Mato Grosso do Sul, deve comprar 30 milhões de doses da Sputnik V. De acordo com a FNP (Frente Nacional de Prefeitos), o Ministério da Saúde deve apoiar a aquisição.

No entanto, ainda não foi divulgada como será feita a divisão das doses entre as cidades consorciadas. Assim, 30 milhões de doses serão repartidas entre os 2.599 municípios que estão subscritos no Consórcio, destes, 38 são de MS. 

Então, o Consórcio possui municípios de todo o Brasil, que se uniram para realizarem compras de vacinas contra a Covid-19. O principal objetivo é acelerar a imunização nas cidades brasileiras, que atualmente dependem do Governo Federal para continuar a campanha. 

De acordo com o Consórcio, houve reunião em 13 de dezembro com o Fundo Soberano Russo. No encontro, o prefeito de Florianópolis e presidente do Conectar, Gean Loureiro, demonstrou interesse em fechar o acordo para compra das vacinas.

A parceria com o Ministério da Saúde deve garantir mais agilidade na distribuição das doses. Segundo o Consórcio, a expectativa é de que o primeiro lote, com 5 milhões de doses, chegue até julho.

Assim, 25 milhões de doses devem ser entregues até dezembro deste ano. A expectativa é em longo prazo por conta da aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

No Brasil, ainda não foi aprovado o uso emergencial ou definitivo da Sputnik V. A Anvisa ainda faz fiscalizações nas fábricas russas e deve decidir até o final de abril sobre a autorização da vacina.

Jornal Midiamax