Cotidiano

Congestionamento de autoescolas: alunos reclamam de demora em aulas por dividir balizas no Detran

Todos os centros de formação de condutores de Campo Grande utilizam o local

Gabriel Maymone Publicado em 19/07/2021, às 13h09

Local para aulas de baliza tem congestionamento
Local para aulas de baliza tem congestionamento - Leitor Midiamax

Com apenas um local pequeno para os alunos de autoescola de Campo Grande realizarem aulas práticas, o pátio do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) tem congestionamento de carros de autoescolas e candidatos reclamam da demora para conseguir fazer aula.

Um aluno de autoescola disse à reportagem do Jornal Midiamax que ficou esperando por 2h30 para conseguir fazer 3 vezes a baliza. "Estamos sendo muito prejudicados nas aulas práticas e, com isso, temos que comprar mais aulas", lamentou.

O presidente do SindCFCMS (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado do Mato Grosso do Sul), Henrique José Fernandes, esclareceu que o local para as autoescolas praticarem baliza com os alunos já não suporta a demanda. "Vai crescendo a oferta de serviços de autoescola e o Detran ficou 15 dias fechado. Então, foi retendo os alunos e quando voltou aconteceu isso. A área é relativamente pequena", explica.

Conforme Henrique, as autoescolas utilizam o local, pois é inviável cada veículo de autoescola carregar um protótipo da parte frontal e traseira de um carro. "Por mais que o método seja o mesmo [caso sejam utilizados cones], o aluno sente diferença. Então, temos que usar o protótipo [usado no dia do exame]", informa o sindicalista.

Por fim, Henrique garante que o problema pode estar próximo de acabar. "Temos uma reunião no Detran na quinta-feira e vamos discutir sobre ampliar essa área. Estamos trabalhando para conseguir liberar esse espaço o mais rápido possível", pontuou.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Jornal Midiamax