Cotidiano

Como medida de segurança, boiais e redes de segurança são substituídas no balneário de Três Lagoas

Foram usados 350 metros de tela e 325 boias de balizamento para delimitação

Ranziel Oliveira Publicado em 29/09/2021, às 18h25

Novas boias no Balneário Municipal ‘Miguel Jorge Tabox’
Novas boias no Balneário Municipal ‘Miguel Jorge Tabox’ - (Foto: Divulgação / Prefeitura de Três Lagoas)

As boias e redes de segurança do Balneário Municipal ‘Miguel Jorge Tabox’, em Três Lagoas, foram substituídas pela Sedect (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia) no último final de semana. A medida visa garantir a segurança dos banhistas.

De acordo com o secretário, Toniel Fernandes, foram usados na reforma: 350 metros de tela; 325 boias de balizamento de delimitação, para delimitar mais de 10.000m² de área de banho.

Toniel explica que a reforma é importante principalmente para manter as arraias longe dos frequentadores do Balneário que entram na água do Rio Sucuriú para se banharem. “Sempre delimitamos o espaço com as boias flutuantes e cercamos a área com telas para impedir que as arraias venham para próximo dos banhistas”, disse.

Funcionamento balneário

Seguindo normas da Vigilância Sanitária, são permitidas no Balneário Municipal a entrada de até 200 pessoas no local que deverão usar, obrigatoriamente, a máscara de proteção facial tanto para entrar, quando para transitar no espaço.

O horário de funcionamento para lazer será de quinta a domingo das 8h às 18h, sendo que na quinta a entrada é gratuita.

Já nos demais dias de funcionamento o valor do ticket para entrada é de R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia). Já para a locação de quiosques o frequentador investirá o valor de R$ 40. Para quem já tem barcos e queira usar a rampa para desembarcar é cobrada a taxa no valor de R$ 10.

Jornal Midiamax