Cotidiano

Com suspensão da Astrazeneca para gestantes, SES recomenda outros imunizantes contra Covid

Grávidas podem se vacinar com o imunizante da Pfizer e futuramente com a Coronavac

Dândara Genelhú Publicado em 11/05/2021, às 16h21

Pfizer foi distribuída para todos os municípios de MS e pode ser usada em gestantes.
Pfizer foi distribuída para todos os municípios de MS e pode ser usada em gestantes. - Foto: Reprodução.

Após recomendação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Mato Grosso do Sul suspendeu a aplicação da Astrazeneca em gestantes. Assim, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) recomenda o uso de outros imunizantes para a vacinação do grupo prioritário.

Então, municípios de MS podem utilizar doses da Pfizer para dar continuidade na imunização de gestantes. O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, explicou que também poderão ser utilizadas doses da Coronavac futuramente.

“Recomendamos que as gestantes façam o uso da vacina da Pfizer que chegou recentemente ao Estado. E quando estiver disponível a vacina da Coronavac, que possamos fazer o uso desse imunizante também”. Na última segunda-feira (10), MS recebeu 14.040 doses da Pfizer.

Diferente do primeiro lote, este foi distribuído entre todos os municípios do Estado. A divisão de doses foi publicada antecipadamente à chegada dos imunizantes, em edição extra do DOE (Diário Oficial do Estado).

Assim, todos os municípios estão aptos para dar continuidade na imunização de grávidas. Até esta terça-feira (11), 5.224 gestantes tomaram a primeira dose da vacina Astrazeneca em MS, dessas sete já tomaram a segunda dose.

Em nota, a SES destaca que “até o presente momento não houve nenhum episódio de reação adversa grave no Estado”. A decisão de paralisação da aplicação da Astrazeneca em grávidas segue até que a Anvisa publique orientação para retomada. Por fim, outras 1,9 mil gestantes tomaram a primeira dose contra a Covid-19 da Pfizer em todo o Estado.

Jornal Midiamax