Com risco de desassistência, Santa Casa não vai receber pacientes pelas próximas 12h na Capital

Pacientes correm risco de ficar sem assistência no local
| 09/07/2021
- 03:00
Com risco de desassistência, Santa Casa não vai receber pacientes pelas próximas 12h na Capital
Santa Casa está atendendo 3 vezes mais pacientes que o suportado - Foto: Divulgação/ Santa Casa

A está com a lotação excedida e informou que não tem como receber mais pacientes pelo menos pelas próximas 12h por conta do risco de desassistência.  

Segundo o , somente na área vermelha do Pronto-socorro, há 18 pacientes em atendimento, sendo que a capacidade neste local é para apenas seis.

Desse total, são seis pacientes em ventilação mecânica, quatro em ventilação manual e mais dois pacientes intubados que estão sendo encaminhados ao hospital, além dos que estão em respiração espontânea.

Na área verde do Pronto-socorro (observação) são 40 pacientes internados aguardando leito no andar, e mais 15 pacientes estão sendo encaminhados para Santa Casa. Neste área, de observação clínica, a capacidade é de seis leitos.

No centro cirúrgico, cinco pacientes intubados são mantidos em sala, aguardo a liberação de vaga em UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que encontra-se com mais de 100% de ocupação. Essa retenção de sala impacta diretamente no fluxo de procedimentos cirúrgicos, segundo o hospital

"Vale destacar que a Santa Casa de Campo Grande tem assumido o seu compromisso de prestar a assistência adequada aos pacientes, mas o cenário que vivemos hoje torna-se um risco iminente de desassistência, sob responsabilidade do médico regulador que encaminha os pacientes ao hospital", diz nota emitida pela associação.

O hospital destacou que todas as autoridades envolvidas e que são necessárias foram avisadas da decisão de atendimento apenas aos casos essenciais de referência exclusiva e emergência que serão mantidas.

Veja também

Segundo lojistas, movimento na cidade já supera os anos anteriores

Últimas notícias