Cotidiano

Com mais de 300 concursados, Marquinhos diz que plano de carreira da SAS 'está pronto'

Assistentes sociais fizeram protesto em frente à Prefeitura nesta manhã

Mylena Rocha e Graziela Rezende Publicado em 07/12/2021, às 11h07

Assistentes sociais fizeram mobilização na Prefeitura e Câmara Municipal.
Assistentes sociais fizeram mobilização na Prefeitura e Câmara Municipal. - Divulgação

O plano de cargos e carreiras dos assistentes sociais do município está pronto em Campo Grande. A notícia foi divulgada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), depois de uma mobilização promovida pela categoria. Só no município, são mais de 300 concursados que reivindicam melhorias.

A presidente do Sindicato dos Assistentes Sociais de Mato Grosso do Sul, Monica Ilis, explica que a mobilização foi realizada pelo Fórum de Trabalhadores, que ainda tenta uma reunião com o prefeito nesta manhã. Ela afirma que a categoria tem como principal reivindicação o plano de cargos e carreiras. 

“Precisa ser aprovado antes do recesso, precisa entrar na LOA (Lei Orçamentária Anual) para o ano de 2022. Já faz muito tempo que estamos buscando este plano, estamos há bastante tempo nessa”, afirma. 

O prefeito explica que a categoria busca um plano de cargos e carreiras há mais de 30 anos. Ele afirma que quando assumiu a gestão do município eram 30 concursados na área, mas atualmente são mais de 300 profissionais concursados em Campo Grande.

“O plano de cargo deles [servidores] está pronto, está na Procuradoria-Geral do Município. É igual ao que aconteceu com a Guarda Civil Metropolitana e dos médicos, por exemplo. Vamos fazer com eles o que é justo, o que está na lei”, reforçou. 

Marquinhos ainda aponta que busca atender a categoria, mas que há impedimentos por conta da PEC 173. Segundo ele, a Prefeitura está há quase dois anos buscando uma brecha para atender a categoria. 

O prefeito ainda ressalta que há seis anos não acontece uma greve dos servidores municipais. Ele afirma que mantém a comunicação aberta com a categoria. “Vou ser sincero com o que puder fazer”. 

Jornal Midiamax