Cotidiano

MS deve receber 19,2 mil doses de aplicação única da vacina da Janssen

Ministério da Saúde garante entregas semanais de vacina

Gabriel Maymone Publicado em 22/06/2021, às 10h19

Avião com doses da Janssen chegando ao Brasil
Avião com doses da Janssen chegando ao Brasil - Reprodução

O Brasil recebeu a primeira remessa das doses da vacina contra covid da Janssen na manhã desta terça-feira (22), que desembarcaram  no Aeroporto Internacional de Guarulhos. 

A expectativa era que a primeira carga chegasse com 3 milhões de doses, que renderiam cerca de 38,4 mil doses confirmadas a Mato Grosso do Sul. Porém, com a chegada de apenas metade do esperado, MS deve ficar com cerca de 19,2 mil doses. Vale ressaltar que o imunizante americano é de aplicação única, sem necessidade da dose de reforço.

Ao Jornal Midiamax, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, lembrou que a pauta que havia sido distribuída garantia 38,4 mil doses da Janssen para MS quando o lote era de 3 milhões de vacinas. “Nós estamos na expectativa. Agora, que são 1,5 milhão, não sei se vão aguardar vir o outro lote suplementar de 1,5 milhão ou se vão fazer outro informe, agora indicando outro quantitativo de vacinas para MS”, explicou.

Além disso, MS solicitou doses de contingência de reserva para imunizar municípios que fazem divisa com outros países. “Estamos aguardando também a definição daquele lote, da reserva técnica do Ministério da Saúde para a gente fazer aquele estudo nos municípios de fronteira”, destacou o secretário. A resposta para o pedido está prevista para a quarta-feira (23).

Pfizer

No último domingo (20), chegou ao Brasil mais uma carga com 800 mil doses do imunizante da Pfizer, que devem ser distribuídas a Mato Grosso do Sul ainda esta semana, segundo o Ministério da Saúde.

Esse é o primeiro lote da farmacêutica que desembarcou no País oriundo da aliança liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e outros parceiros. O contrato do Brasil com a Covax prevê 42,5 milhões de doses de vacinas Covid-19 de diferentes laboratórios até o fim de 2021.

Jornal Midiamax