Cotidiano

Cidade de MS abre vacinação contra o coronavírus para trabalhadores da educação, limpeza urbana e outros públicos

Grupos serão divididos entre sábado e domingo

Ranziel Oliveira Publicado em 30/04/2021, às 17h22

Vacinação
Vacinação - (Foto: Divulgação / Prefeitura de Campo Grande)

Com a chegada do 15º lote da vacina AstraZeneca, a Prefeitura de Corumbá abriu o calendário de vacinação, neste final de semana, para outros públicos. A imunização será feita em dois drive thrus.

Neste sábado (01), podem ser vacinados com a primeira dose: profissionais de saúde com a apresentação da carteira profissional (assistentes sociais, biólogos, enfermeiros, farmacêuticos, fonoaudiólogos, médicos, médicos veterinários, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais e biomédicos);

Educador físico com 40 anos ou mais (apresentar carteira profissional ou documento de comprovação da profissão); trabalhadores da educação com 54 anos ou mais (apresentação de documento de comprovação); e trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos (apresentar documento da empresa que comprove a função e a partir de 18 anos).

No domingo (02), é a vez de diabéticos com 40 anos ou mais (apresentar laudo médico); gestantes, a partir de doze semanas de gestação, e puérperas até 45 dias após o parto; que devem apresentar termo de consentimento, devidamente assinado pelo médico e paciente, o documento ficará retido.

São dois pontos de drive thru: no Poliesportivo da Porto Carreiro e na praça CEU, no bairro Jardim dos Estados, que vão funcionar das 07h30 às 16h. Quem não dispor de transporte, pode procurar o ponto fixo que também atende nos dois locais.

Quem irá receber a primeira dose deve realizar o cadastro no site http://vacina.corumba.ms.gov.br/coronavirus/, sendo obrigatório o nº do cartão do SUS. O município reitera que está seguindo o Plano Nacional de Vacinação, e que a imunização dos grupos prioritários está ocorrendo de forma gradativa. Conforme a chegada de novas doses, será aberto para outras idades e demais comorbidades.

Jornal Midiamax