Cotidiano

Campo Grande ganha Centro de Interpretação de Libras para auxiliar deficientes em serviços públicos

Quatro profissionais intérpretes de libras estão disponíveis para três tipos de atendimentos

Fábio Oruê Publicado em 28/09/2021, às 15h35

População de PcDs pode solicitar o serviço dos intérpretes
População de PcDs pode solicitar o serviço dos intérpretes - Foto: Divulgação/ PMCG

Campo Grande vai ganhar um Centro Municipal de Interpretação de Libras (CMIL), que será inaugurado na próxima quinta-feira (30), na sede da SDHU (Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos), na Rua Barão do Rio Branco, nº 2.260, em frente ao Belmar Fidalgo.

De acordo com a prefeitura, o centro vai permitir que pessoas com deficiência auditiva e surdas tenham acessibilidade em quaisquer serviços públicos da Capital.

“O CMIL tem como objetivo integrar o cidadão com o poder público. Em março, foi aberto o processo seletivo para contratação de quatro intérpretes. E, em junho, já vimos que havia demanda e começamos com o atendimento, mesmo sem o tempo para a inauguração oficial”, aponta Amadeu Borges, subsecretário da SDHU.

A data escolhida para o lançamento do CMIL é para homenagear o Dia Municipal do Tradutor/Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – Libras, instituído e publicado em Diário Oficial pela prefeitura no último dia 8 de setembro (Lei nº 6.6667 – Diogrande 6.407).

Estão disponíveis quatro profissionais intérpretes de libras com três tipos de atendimentos: o presencial, in loco e eventos. No presencial, o atendimento é realizado no Centro Municipal. 

No In loco, o atendimento será ofertado para interpretação em audiências judiciais (Cejusc, Justiça Comum, Justiça Federal, Fórum Trabalhista e delegacias), em atendimentos médicos na rede pública de saúde, em entrevista de emprego, em agências públicas e em atendimentos agendados nas unidades e órgãos da prefeitura (preferencialmente on-line).

Para eventos, os intérpretes estão disponíveis para ações realizadas por unidades e órgãos municipais, organizações da sociedade civil, associações, instituições e entidades sem fins lucrativos que atuam diretamente no atendimento de pessoas surdas.

O centro não presta atendimento a nenhuma demanda de cunho privado. Os atendimentos são voltados somente a atender às necessidades do cidadão no âmbito de serviços públicos em Campo Grande.

Tanto in loco, quanto em eventos, é necessário fazer agendamento prévio de no mínimo 15 dias úteis, por via de agendamento documental. O funcionamento do Centro Municipal de Libras é de segunda a sexta, das 7h30 às 11h e das 13h às 17h30. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 2020-1181.

Jornal Midiamax