Cotidiano

Cães e gatos com Covid? Confira como cuidar do pet caso sejam infectados

A Fiocruz fez uma cartilha para tutores lidarem com a doença

Dândara Genelhú Publicado em 08/05/2021, às 15h35

Mesmo que infectados, pets não podem infectar humanos com coronavírus.
Mesmo que infectados, pets não podem infectar humanos com coronavírus. - Foto: Reprodução/ Freepik.

Já sabemos que cães e gatos podem ser infectados pelo coronavírus, principalmente quando os tutores estão positivos para a Covid-19. Em Campo Grande já foram confirmados dois casos. Assim, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) preparou uma cartilha para que os pets possam receber os cuidados necessários.

Antes é importante saber os resultados da pesquisa do INI (Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas) e do IOC (Instituto Oswaldo Cruz), que analisou a exposição dos animais de estimação a tutores infectados com a Covid-19. Então, o estudo destaca que é preciso manter o distanciamento social entre humanos, quando uma pessoa está infectada, e também dos próprios pets.

Animais que dormem com os donos, estão mais suscetíveis a serem infectados pelo coronavírus, quando o humano está positivo para a doença. Mas se o pet for infectado também, normalmente “a infecção é de curta duração e o vírus é encontrado geralmente em quantidade muito baixa”.

Assim, a Fiocruz destaca que “essa baixa quantidade de vírus pode explicar o fato de que não há comprovação que cães e gatos possam transmitir naturalmente esse vírus”. Ou seja, os pets infectados não são uma fonte de infecção do coronavírus para humanos. “A propagação atual do novo coronavírus é resultado da transmissão de humano para humano”, ressalta a Fundação.

Estou com Covid-19, como cuidar do meu pet?

  • Para cuidar e manusear o pet enquanto estiver infectado pelo coronavírus, é necessário o uso de máscara. Além disto, as mãos devem ser higienizadas antes de interagir com o cão ou gato;
  • Se alguém da família estiver infectado, o ideal é que além do isolamento de humanos, ela mantenha o distanciamento dos animais;
  • Se possível, deixe alguém com teste negativo para a Covid-19 cuidar dos animais até que você se recupere.

Como saber se meu pet está com Covid?

  • De acordo com a cartilha da Fiocruz em parceria com o INI, cães e gatos com infecção por SARS-CoV-2 podem ter febre, tosse, dificuldade para respirar, prostração, coriza, espirros, secreção ocular, vômito ou diarréia.
  • A Fundação destaca que ao apresentar algum ou vários sintomas, os animais devem ser levados para consulta com um médico veterinário.

Meu pet testou positivo e agora?

  • Tutores do animal devem fazer uso de máscaras e luvas de proteção para manipular o animal. Não devem dividir comida, abraçar ou beijar o pet durante a infecção;
  • Higienizar as mãos com água e sabão ou álcool 70% antes e depois de manusear o animal;
  • Isolar o animalzinho por 14 dias dos outros pets que vivem na casa;
  • Fazer a desinfecção da casinha, chão e outras superfícies que o animal infectado costuma ter contato;
  • Caso precise passear com o pet no período de infecção dele, mantenha distanciamento de 2 metros de outros humanos e animais. Ao retornar para casa faça a limpeza das patas com água e sabão neutro. Álcool e álcool em gel não devem ser utilizados, pois provocam lesões dermatológicas nos pets;
  • Ao recolher as fezes diariamente, use luvas e descarte tanto os dois materiais no lixo. As mãos devem ser higienizadas imediatamente após o descarte;
  • Não há recomendações para o uso de máscaras para animais.
Jornal Midiamax