Cotidiano

Bolivianos protestam pedindo liberação da fronteira com Corumbá

Decreto do país vizinho determinou o fechamento da barreira até quinta-feira (15)

Karina Campos Publicado em 12/04/2021, às 11h53 - Atualizado às 11h55

Bolivianos protestam com cones e pedaços de madeira
Bolivianos protestam com cones e pedaços de madeira - (Foto: Diário Corumbaense)

Bolivianos protestam, na manhã desta segunda-feira (12), no posto de tráfego da fronteira do Puerto Qujarro e Puerto Suárez, com Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande. Os manifestantes pedem a liberação da fronteira entre os países vizinhos, que segue fechada por decreto nacional até quinta-feira (15).

De acordo com o Diário Corumbaense, vários moradores da região se mobilizam pedindo ao governo da Bolívia a liberação do tráfego, com cones e pedaços de madeira, impedindo a circulação de carros e caminhões no Posto Fronterizo.

Desde o início do mês, o governo boliviano determinou o fechamento temporário das fronteiras vizinhas, para evitar a circulação da Covid-19 e variantes que foram registradas no Brasil. Ainda segundo os manifestantes, na fronteira de Cobija, no Acre, a fronteira foi aberta recentemente, porém, apenas na região fronteira de Mato Grosso do Sul o bloqueio foi prorrogado.

Jornal Midiamax