Baixa procura por imunização cria 'estoque de vacina' e 15 cidades de MS recusam novas doses

Prefeitos e gestores de saúde encontram dificuldades em convencer pessoas a se vacinarem
| 06/10/2021
- 19:00
Municípios de MS estão com vacinas paradas em geladeiras
Municípios de MS estão com vacinas paradas em geladeiras - Divulgação

O ritmo de vacinação contra covid desacelerou em e os municípios começam a ficar com os estoques cheios de doses do imunizante: conforme o sistema e-vacinas, MS tem 325.636 doses paradas nas geladeiras. Esta semana, o Estado recebeu mais 106.500 doses de imunizantes e 15 municípios informaram que não precisam receber mais doses, pois possuem grande quantidade em estoque.

As cidades que informaram possuir estoque suficiente para continuar ofertando vacina são: Anaurilândia, Aquidauana, Aral Moreira, Paraíso das Águas, Paranhos, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Terenos, Tacuru, Coronel Sapucaia, Japorã, Miranda, Rio Brilhante, Rochedo, Sidrolândia e Ivinhema. A recusa chama atenção para uma pergunta: por que as vacinas, que antes eram disputadas, agora encalham em freezers nessas cidades?

A resposta mais óbvia está na resistência de parte da população. Prefeitos e gestores da saúde veem dificuldade em convencer essas pessoas a se vacinar. Na última terça-feira (5), o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, atribuiu a desaceleração da vacinação aos 'negacionistas' — como ficaram conhecidos os grupos que ignoram evidências científicas, tais como a eficácia de vacinas, afirmando que essa parcela da população segue ideologias políticas antivacina.

vacinacao geraldo resende - Baixa procura por imunização cria 'estoque de vacina' e 15 cidades de MS recusam novas doses
Secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, atribui vacinação travada a negacionistas - Foto: de França / Midiamax

De casa em casa...

Diversos municípios passaram a adotar estratégias diferentes para garantir o aumento da cobertura vacinal contra a covid. É o caso de Rio Brilhante, distante 161 quilômetros de Campo Grande, que tem mais de 6,3 mil doses paradas na geladeira. O município tem o 3º menor índice de aplicação das doses recebidas no Estado. A secretária municipal de saúde, Aline de Oliveira, relata a dificuldade em convencer quem não acredita na vacina e explica a nova estratégia adotada pelo município.

"Estamos tentando fazer a conscientização da importância da vacina, mas tem parte da população que pensa o contrário, elas têm acesso a informações contrárias e formam sua opinião em cima disso. Fica difícil o convencimento. Dentro de famílias tem pessoas que tomaram e outras não, justamente por questões ideológicas, porque viram a opinião dos outros e não acreditam", diz.

A gestora municipal de saúde explica que os vacinadores terão meta de pessoas para vacinar. "A gente vai até a população. Os vacinadores vão às ruas fazer busca ativa nas casas para ampliar a cobertura de 2ª e 3ª dose. Vão pedir a carteirinha de vacinação e disponibilizar a lista de quem tomou 1ª dose e falta a D2, vai ser um trabalho de formiguinha", explicou.

De mãos atadas

A situação é semelhante em Aquidauana, a 148 quilômetros de Campo Grande, que está com mais de 7 mil doses na geladeira e pediu à SES (Secretaria de Estado de Saúde) que não recebesse mais vacinas. O prefeito Odilon Ribeiro (PSDB) também atribui a vacinação emperrada aos negacionistas.

vacinacao aquidauana div - Baixa procura por imunização cria 'estoque de vacina' e 15 cidades de MS recusam novas doses
Vacinação no drive-thru da Estação Ferroviária de Aquidauana - Foto: Divulgação

"Não tem mais fila nem falta de vacina, pode até escolher [qual imunizante tomar], mas não querem mais. Uma parte da população não quer tomar de jeito nenhum", lamentou. Conforme o prefeito, o município está de mãos atadas. "Não tem o que fazer, eu respeito a opinião deles, mas agora começa a represar [as doses]", avaliou.

Aplicações em baixa

Os dados do e-vacina mostram que a média diária de vacinação é de 19.710 doses aplicadas. Nos últimos 30 dias, apenas os dias 15 e 22 de setembro apresentaram aplicação superior a 30 mil doses diárias. Na semana passada, por exemplo, o pico ocorreu no dia 28 de setembro, com 25.288 doses aplicadas.

vacinacao grafico media - Baixa procura por imunização cria 'estoque de vacina' e 15 cidades de MS recusam novas doses
No último domingo, apesar do grande estoque, da necessidade de aplicação da 2ª dose e da dose de reforço em idosos, o Estado aplicou apenas 4.470 doses, um dos menores índices para um único dia dos últimos meses.

Assim, MS perdeu a 1ª posição de Estado com maior percentual de pessoas imunizadas contra covid para São Paulo, que ultrapassou os 58,39% verificados em MS e alcançou 58,45% no início desta semana.

Para o secretário estadual de saúde de MS, furar o bloqueio ideológico de quem não acredita na eficácia da vacina é um processo difícil e demorado. "Somos um estado conservador e chegamos ao limite. Mas, sou daqueles que não desiste, vamos lutar bravamente para ficar nas primeiras colocações", afirmou.

Veja também

Comunidade Esperança, localizado no Bairro Noroeste em local conhecido como “Aterro do Noroeste” entrou em...

Últimas notícias