Cotidiano

Após tarde de superlotação, MS amplia leitos e ocupações nas UTIs Covid-19 caem para 100%

Mesmo assim, três pessoas são atendidas além da capacidade hospitalar do Estado

Dândara Genelhú Publicado em 20/04/2021, às 18h25

Estado teve ampliação de sete leitos de UTI nesta tarde.
Estado teve ampliação de sete leitos de UTI nesta tarde. - Foto: Henrique Arakaki | Midiamax

Nesta terça-feira (20), Mato Grosso do Sul passou a tarde com superlotação de até 102% nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) Covid-19. No entanto, com ampliação de leitos, a ocupação caiu para 100,51% no final desta tarde. 

Assim, com sete leitos a mais, são 591 UTIs existentes em MS. Porém, 594 pessoas estão internadas nas instalações. Ou seja, três delas são atendidas além da capacidade hospitalar. 

Os dados são monitorados por meio do Painel Mais Saúde, alimentado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde). Para a matéria, foi utilizada a atualização das 18h. 

Além das UTIs, o Estado também conta com leitos clínicos destinados exclusivamente para tratamento da Covid-19. Então, até o final desta tarde, 58,60% deles estavam ocupados. 

Então, 746 pacientes em estado grave da Covid-19 são tratados em leitos clínicos. Outros 527 continuam vagos para novas internações. Houve aumento de três destes leitos, totalizando 1.273. 

Já Campo Grande está com superlotação de 102,90% no final da tarde desta terça-feira (20). São 10 pacientes atendidos além da capacidade da cidade. No total são 355 pacientes internados em UTIs na Capital, sendo que existem apenas 345 registradas no sistema. 

Nos leitos clínicos, a cidade registra 74,79% de ocupação. São 362 pacientes internados, sendo que existem 484 leitos. Então, sobram 122 vagas para novas pessoas com quadros graves da Covid-19.

Jornal Midiamax