Após semana de chuva, erosão que ameaça ‘engolir’ casas em Nova Andradina aumenta

Com as chuvas que atingiram a cidade de Nova Andradina, a 300 quilômetros de Campo Grande, a erosão que ameaçava ‘engolir’ casas aumentou de tamanho e avança para a Rua Manoel Soares de Oliveira. Os temporais também atrasaram o cronograma de obras para manutenção do local. Segundo Nova Notícias, cerca de 200 de largura a […]
| 24/01/2021
- 19:57
Após semana de chuva, erosão que ameaça ‘engolir’ casas em Nova Andradina aumenta
(Foto: Nova Notícia) - (Foto: Nova Notícia)

Com as chuvas que atingiram a cidade de Nova Andradina, a 300 quilômetros de Campo Grande, a erosão que ameaçava ‘engolir’ casas aumentou de tamanho e avança para a Rua Manoel Soares de Oliveira. Os temporais também atrasaram o cronograma de obras para manutenção do local.

Segundo Nova Notícias, cerca de 200 de largura a mais foi medido após as chuvas fortes e comparada a primeira medição do buraco, que já alertava os moradores da Rua e José Tibúrcio dos Santos, no bairro Argemiro Ortega, na divisa com a Fazenda São Domingos, imediação dos bairros Cristo Rei e Argemiro Ortega.

A cratera chegou a atingiu 8 metros de profundidade, com as chuvas de dezembro do ano passado, a implantação de drenagem, caixas e barreiras de contenção de água pluvial, construídas pela prefeitura, foram arrastadas pela enxurrada, fazendo com que a erosão avançasse para a área urbana.

Uma barreira foi construída para tentar conter a força da chuva e enxurrada, impedindo que a erosão chegue nas casas, porém, as estruturas estão comprometidas e rachando.

Ainda em dezembro, o Governo do Estado decretou situação de emergência, repassando R$ R$ 500 mil para continuar as obras. Equipes da (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) estariam colaborando nas obras com expectativa de concluir os reparos em 60 dias.

A moradora do local disse que a cratera era uma tragédia anunciada e que pode diversas vezes as autoridades da cidade foram acionadas.

Preferindo não se identificar, a moradora disse ao Jornal Midiamax que a casa estava alugada e o inquilino precisou se mudar às pressas, porém, o problema não é recente. “Há anos nós estamos indo na prefeitura, conversando com as autoridades da cidade, e nos falaram que iam nos ajudar para que a erosão não chegasse até a nossa casa, que não era para nos preocupar. Mas não fizeram nada e aconteceu isso, minha casa está caindo”, disse.

 

Veja também

São elegíveis para receber as doações os órgãos e entidades da União

Últimas notícias