Cotidiano

Ambulantes aproveitam manifestações políticas para faturar até R$ 1 mil em horas em Campo Grande

Vendas de bandeiras do Brasil estão em alta na véspera de atos no dia 7 de setembro

Gabriel Maymone e Fábio Oruê Publicado em 06/09/2021, às 13h01

Cícero já vendeu 100 bandeiras do Brasil somente pela manhã
Cícero já vendeu 100 bandeiras do Brasil somente pela manhã - Marcos Ermínio / Midiamax

Enquanto apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se organizam para manifestações no Dia da Independência, na terça-feira (7), vendedores ambulantes estão aproveitando para faturar até R$ 1 mil em poucas horas em Campo Grande.

É o caso de Cícero Firmino, que está desde as 7h30 no cruzamento da Rua 14 de Julho com a Avenida Afonso Pena. Até meio-dia, o ambulante já havia faturado R$ 1 mil com venda de bandeirinhas do Brasil para colocar no carro. Foram 100 bandeiras por R$ 10 num intervalo de 4h30.

Ele disse que viu, nas manifestações, uma ótima oportunidade para faturar um extra e declarou estar otimista em vender as outras 40 que tem como estoque. "Ainda mais que as igrejas estão convocando pessoal para se mobilizar. Tem muita gente procurando. É uma oportunidade muito boa", pontuou.

Nos altos da Afonso Pena, o vendedor Joílson Araújo, que vende outros itens — inclusive bandeiras — no mesmo ponto todos os dias, também está aproveitando a manifestação para faturar um dinheiro extra. 


Joílson aproveitou o momento para aumentar o estoque de bandeiras do Brasil - Foto: Marcos Ermínio / Midiamax

À reportagem do Jornal Midiamax, ele disse que, entre domingo e segunda-feira, vendeu 100 bandeiras. E, ele tem para todos os gostos: a grande (R$ 250), média (R$ 50) e pequena (R$ 20).

Para facilitar o pagamento e não perder venda, o ambulante aceita cartões de débito, crédito e até PIX. "Está saindo bastante, logo acaba", comemorou.


Ambulantes apostam na venda de bandeiras do Brasil para aumentar faturamento - Foto: Marcos Ermínio / Midiamax

Jornal Midiamax