Viu algum? Energisa culpa ‘25,5 mil raios’ por falta de energia em Campo Grande nesta quinta

Cerca de 20 bairros em Campo Grande tiveram o fornecimento de energia elétrica prejudicado com o temporal desta quinta-feira (29). Foram, ao todo, conforme a Energisa, registrados 25,5 mil raios em Mato Grosso do Sul. Mas, você viu algum? O número é considerado alto, já que em julho deste ano, MS registrou uma tempestade elétrica, […]
| 29/10/2020
- 15:52
Viu algum? Energisa culpa ‘25,5 mil raios’ por falta de energia em Campo Grande nesta quinta
(Imagem: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax) - (Imagem: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax)

Cerca de 20 bairros em Campo Grande tiveram o fornecimento de energia elétrica prejudicado com o temporal desta quinta-feira (29). Foram, ao todo, conforme a Energisa, registrados 25,5 mil raios em Mato Grosso do Sul. Mas, você viu algum? O número é considerado alto, já que em julho deste ano, MS registrou uma tempestade elétrica, com 729 raios em um dia, valor considerado sete vezes maior do que o comum, que é cerca de 100.

“A forte, acumulada em 56mm (somente nesta madrugada), veio acompanhada de ventos de mais de 54 km/h, causando danos diversos à rede de distribuição de energia”, informou a Energisa, justificando que a intensidade da chuva e dos ventos  provocaram a queda de árvores e galhos, derrubaram postes e lançaram objetos sobre a rede elétrica.

O temporal ocasionou no rompimento de cabos e interferiu no fornecimento de energia para aproximadamente 4,5 mil clientes, nos bairros: Jardim Batistão, Guanandi, Parque Novos Estados, Parque Residencial União, Pioneiros, Vila Piratininga, Vila Jacy, Jardim Centenário, Jardim Seminário, Nova Lima, Maria Aparecida Pedrossian, Rita Vieira, Santo Amaro, Universitário, Vila Albuquerque, e Vila Taveirópolis.

“De imediato, a empresa instaurou seu plano de contingência, quando mais equipes são direcionadas para atender as ocorrências. A concessionária aumentou em três vezes o número de equipes em campo e os trabalhos acontecem, de forma ininterrupta, ao longo de todo o dia. O volume de serviços aumentou em 100%, se comparado a um período normal”, informou a empresa.

No interior do Estado, os municípios mais atingidos pela tempestade foram: Maracaju, Jardim, Aquidauana, Porto Murtinho, Bela Vista, Caracol, Nioaque, Jardim, Ponta Porã, Dourados e Sidrolândia.

Raios

Em 2019, a Energisa afirma que registrou aproximadamente 746 mil raios no Estado. “Esse número cresce a cada ano e pode impactar diversos setores.  Se compararmos outubro deste ano ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 106% no número de raios que atingiram o estado. Somente ontem, foram mais de 21.720 mil descargas atmosféricas em Mato Grosso do Sul”, destaca a concessionária.

Por outro lado, segundo dados do Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica), em julho desde ano, MS chegou a registrar 950 raios, sendo que 729 deles no período entre 16h e 20h, em apenas um dia. O número, segundo os pesquisadores, é considerado muito alto, levando em conta o intervalo de tempo e, principalmente, a época do ano. O normal, conforme o Elat, seria abaixo de 100 raios.

Veja também

Um estudo aponta que o lixão da Capital só aguenta receber descartes até o ano que vem

Últimas notícias