O setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas –a 338 km de Campo Grande– confirmou na tarde desta sexta-feira (17) mais um óbito e outros 12 casos positivos de coronavírus no município. Com isso, a cidade totalizou 9 mortes causadas pela doença.

Conforme a assessoria da pasta, o paciente que faleceu tinha 88 anos, estava internado em hospital público e sofria comorbidades como hipertensão arterial, cardiopatia e doença renal. Na quinta-feira (16), a cidade registrou a morte de uma mulher de 60 anos, que tinha diabetes e hipertensão e suspeita de Covid-19 –a pasta ainda aguarda o resultado do exame para confirmar se ela também não resistiu ao coronavírus.

Além do óbito já confirmado, a cidade teve mais 12 casos positivos de Covid-19, sendo 6 homens com idades de 17 a 77 anos e 6 mulheres de 16 a 64 anos de idade. Uma mulher de 38 anos e um homem de 77 estão internados e os demais foram colocados em isolamento domiciliar.

Entre os confirmados, 8 não possuem vínculo com outro caso confirmado, 3 tiveram contato com casos positivos e um é investigado.

A cidade tem 7 pessoas internadas que testaram positivo para o coronavírus (5 em UTI pública e 2 em enfermaria do SUS), e 5 que ainda são casos suspeitos (1 em UTI e 4 em enfermaria). Outras 16 pessoas finalizaram a quarentena e são consideradas recuperadas.

O total de casos confirmados na cidade é de 476, com 243 ainda em investigação e 323 já recuperados. Três Lagoas chegou a ser considerada um dos epicentros do coronavírus no Estado nas fases iniciais da pandemia. A cidade é a quarta em número de casos, atrás de Campo Grande (5.718), Dourados (3.719) e Corumbá (704) –esta última também confirmou uma morte por Covid-19 que não constava no boletim epidemiológico estadual.

Boletim da Secretaria de Estado de Saúde divulgado pela manhã contabilizou 15.805 casos positivos de coronavírus no Estado, com 10.239 pacientes recuperados e 345 internados. O total de mortes já chega a 205 –a taxa de mortalidade da doença avançou para 1,3% dos casos confirmados.