Cotidiano

Profissionais de saúde de MS recebem treinamento para enfrentamento do coronavírus

Mais de 2,5 mil profissionais de saúde de Mato Grosso do Sul entre médicos, enfermeiros, técnicos e agentes de saúde, receberam treinamento nos últimos três meses para enfrentamento da pandemia do coronavírus que segue em avanço no Estado.  Sob a organização da enfermeira Suzicleia Strapason e da diretora de Ensino, Pesquisa e Qualidade Institucional (DEPQI), […]

Renata Volpe Publicado em 13/06/2020, às 07h27 - Atualizado às 19h16

Profissionais de saúde receberam treinamento no HRMS. (Rodrigo Ostemberg, HRMS)
Profissionais de saúde receberam treinamento no HRMS. (Rodrigo Ostemberg, HRMS) - Profissionais de saúde receberam treinamento no HRMS. (Rodrigo Ostemberg, HRMS)

Mais de 2,5 mil profissionais de saúde de Mato Grosso do Sul entre médicos, enfermeiros, técnicos e agentes de saúde, receberam treinamento nos últimos três meses para enfrentamento da pandemia do coronavírus que segue em avanço no Estado. 

Sob a organização da enfermeira Suzicleia Strapason e da diretora de Ensino, Pesquisa e Qualidade Institucional (DEPQI), Roberta Higa, do Comitê Operacional de Emergência do HRMS (Hospital Regional), os profissionais participaram das ações que difundem uma gama de informações e práticas ao enfrentamento da pandemia.

Os treinamentos foram realizados garantir a qualidade no atendimento do paciente, bem como a valorização e a preocupação com o profissional da saúde, com o uso adequado dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e higienização das mãos.

O treinamento começa com uma aula expositiva sobre a Covid-19, sua transmissibilidade e prevenção, seguida de uma oficina prática sobre a técnica correta de higienização com a utilização de álcool gel (com tinta invisível fluorescente), paramentação, desparamentação segura dos EPIs na precaução padrão e precaução para aerossóis, uma oficina prática de paramentação e desparamentação, de acordo com a ordem de colocação e retirada dos EPIs de forma segura e protocolada no HRMS.

Em Bonito e em Campo Grande, durante o treinamento para os profissionais de atenção à saúde indígena, os profissionais assistiram uma aula de Intubação Orotraqueal (IOT) em sequência rápida em paciente com suspeita ou confirmados de Covid-19. Em Bonito, houve ainda treinamento em Reanimação Cardiopulmonar (RCP) em paciente com IOT com Covid- 19 e manejo do ventilador mecânico de transporte. 

Conforme a enfermeira Suzicleia, foi pensado em treinar o profissional médico na sequência rápida e segura na IOT. “O profissional enfermeiro na infusão rápida e segura da medicação e o profissional fisioterapeuta no auxílio da IOT e montagem do circuito para a ventilação. Com isso, caso seja necessário, haverá uma equipe pronta para esse atendimento emergencial nos municípios”.

O técnico da Divisão de Atenção à Saúde Indígena, Frederico Jorge Pontes Moraes, que acompanhou o treinamento em Campo Grande, informou que a divisão, que atende 83 mil indígenas no território sul-mato-grossense vai ter melhores condições com esse treinamento de auxiliar os indígenas ainda nas aldeias, antes de serem encaminhados ao hospital referenciado em suas cidades.

Segundo a diretora-presidente do HRMS, Rosana Leite Melo, é importante levar o treinamento aos municípios afastados dos grandes centros. “Levar a esses municípios treinamento e informações precisas sobre a Covid-19 e a pandemia, auxilia, sobremaneira, o Estado no enfrentamento à doença”.

Jornal Midiamax