Cotidiano

Polícia Civil proporciona reencontro de parentes após mais de 50 anos

PCMS No dia 1º de janeiro, Antônio Ribeiro Malta conversou com o investigador de Polícia Marcelo Garcia de Paula em Aparecida do Taboado e narrou que estava à procura de sua mãe Maria Mariana, sua irmã Conceição e sua meia-irmã Cidinha, relatando que a última vez que as viu foi no ano de 1967 e […]

Diego Alves Publicado em 21/01/2020, às 22h37 - Atualizado às 22h41

Divulgação PCMS
Divulgação PCMS - Divulgação PCMS

PCMS

No dia 1º de janeiro, Antônio Ribeiro Malta conversou com o investigador de Polícia Marcelo Garcia de Paula em Aparecida do Taboado e narrou que estava à procura de sua mãe Maria Mariana, sua irmã Conceição e sua meia-irmã Cidinha, relatando que a última vez que as viu foi no ano de 1967 e que na época elas residiam em Aparecida do Taboado, mais precisamente na Av. Boiadeira, Vila São Jerônimo.

Antônio ainda disse que por conta de separações entre familiares, perdeu contato com todos os parentes, passando a residir no Estado de Mato Grosso.

Com as informações prestadas pelo mesmo, o investigador acessou ferramentas de pesquisa restritas aos meios policiais, bem como entrou em contato com outras delegacias, cartórios, órgãos públicos e colaboradores para tentar identificar e localizar os parentes de Antônio.

Dias de investigação foram realizadas e o policial civil conseguiu descobrir que a mãe de Antônio adotou o sobrenome do marido, passou a se chamar Maria Mariana Benetolli e viveu seus últimos dias na cidade de Limeira (SP), tendo falecido no ano de 2015, aos 84 anos de idade. A meia-irmã do sr. Antônio, apelidada de Cidinha, adotou o sobrenome do marido dela, passando a se chamar Aparecida Creuza de Freitas. Também viveu seus últimos dias na cidade de Limeira (SP), tendo falecido em dezembro de 2017, aos 62 anos de idade.

A meia-irmã do sr. Antônio, de nome Conceição chama-se Maria Conceição Benetolli. Ela foi localizada. Hoje com 69 anos, reside na cidade de Cuiabá (MT). No dia 5 de janeiro, depois de 52 anos de separação e muitos anos de procura, Antônio Ribeiro Malta e a sua irmã Maria Conceição Benetolli puderam se reencontrar na cidade de Cuiabá/MT. A Polícia Civil deseja um ótimo recomeço para o sr. Antônio e demais familiares.

Jornal Midiamax