Cotidiano

Para fim de ano ‘sem restrições’, prefeitura em MS pede para população adiar festas em família

A Prefeitura de Ponta Porã, a 316 km de Campo Grande, emitiu comunicado pedindo a colaboração das pessoas em relação às medidas restritivas para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Nas últimas 24h, o município teve aumento na ocupação dos leitos e resta apenas 1 vaga em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes […]

Gabriel Maymone Publicado em 01/12/2020, às 12h08

Hospital Regional de Ponta Porã. (Reprodução)
Hospital Regional de Ponta Porã. (Reprodução) - Hospital Regional de Ponta Porã. (Reprodução)

A Prefeitura de Ponta Porã, a 316 km de Campo Grande, emitiu comunicado pedindo a colaboração das pessoas em relação às medidas restritivas para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Nas últimas 24h, o município teve aumento na ocupação dos leitos e resta apenas 1 vaga em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com a doença.

Assim, o município emitiu um comunicado nas redes sociais pedindo que as pessoas não participem de reuniões familiares ou confraternizações de empresas pelos próximos 15 dias.

Também, a prefeitura informa que bares devem suspender a música ao vivo e manter o distanciamento entre mesas. O comércio local também deve exigir o uso de máscara e evitar aglomerações.

“Se todos colaborarem, o final de ano será mais tranquilo e não serão necessárias medidas restritivas de atividades que atrapalham a vida de todos”, diz trecho da nota.

Ainda conforme a nota, como o município já está sem vagas em leitos UTI do Hospital Regional, novos casos deverão ser transferidos para outras cidades, caso haja vagas.

Jornal Midiamax