Cotidiano

OMS lista 6 critérios para serem analisados antes de suspender isolamento

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (13), a OMS (Organização Mundial da Saúde) reforçou pelo menos seis itens que devem ser levados em conta pelo poder público ao decidir afrouxar o isolamento social nas cidades. Neste domingo (12), Mato Grosso do Sul ocupava a pior colocação no Brasil de isolamento social.  Confira abaixo a lista da […]

Aliny Mary Dias Publicado em 13/04/2020, às 14h26 - Atualizado às 14h29

Cidade de Jaraguari. (Divulgação/Prefeitura de Jaraguari)
Cidade de Jaraguari. (Divulgação/Prefeitura de Jaraguari) - Cidade de Jaraguari. (Divulgação/Prefeitura de Jaraguari)

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (13), a OMS (Organização Mundial da Saúde) reforçou pelo menos seis itens que devem ser levados em conta pelo poder público ao decidir afrouxar o isolamento social nas cidades. Neste domingo (12), Mato Grosso do Sul ocupava a pior colocação no Brasil de isolamento social. 

Confira abaixo a lista da OMS:

  1. a transmissão da Covid-19 deve estar controlada;
  2. o sistema de saúde deve ser capaz de detectar, testar, isolar e tratar todos os casos, além de traçar todos os contatos;
  3. os riscos de surtos devem estar minimizados em condições especiais, como instalações de saúde e casas de repouso;
  4. medidas preventivas devem ser adotadas em locais de trabalho, escolas e outros lugares aonde seja essencial as pessoas irem;
  5. os riscos de importação devem ser administrados;
  6. as comunidades devem estar completamente educadas, engajadas e empoderadas para se ajustarem à nova norma.

O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a organização publicará, na terça (14), um estudo completo com as novas recomendações estratégicas.

Outros dois especialistas da organização alertaram, ainda, para a forma que a suspensão do isolamento deve acontecer. O diretor do programa de emergências da OMS, Michael Ryan, afirmou que não se pode substituir a quarentena por “nada”, ressaltando que outras medidas de saúde pública – como lavar as mãos com frequência e manter o distanciamento social – precisariam ser mantidas pelo “futuro previsível”.

Jornal Midiamax