Cotidiano

Mulher de 34 anos é primeiro caso de coronavírus confirmado em Sonora

A cidade de Sonora a 351 quilômetros de Campo Grande registrou o primeiro caso de coronavírus (Covid-19) de uma mulher de 34 anos. Os exames que atestaram positivo para a doença ficaram prontos nesta segunda-feira (6). Ela está em isolamento domiciliar junto de seus familiares. A mulher teria sido atendida primeiro em um hospital da […]

Thatiana Melo Publicado em 07/04/2020, às 13h12

 (Ilustrativa)
(Ilustrativa) - (Ilustrativa)

A cidade de Sonora a 351 quilômetros de Campo Grande registrou o primeiro caso de coronavírus (Covid-19) de uma mulher de 34 anos. Os exames que atestaram positivo para a doença ficaram prontos nesta segunda-feira (6). Ela está em isolamento domiciliar junto de seus familiares.

A mulher teria sido atendida primeiro em um hospital da rede particular em Mato Grosso, na cidade de Rondonópolis, sendo que no dia 3 de abril ela foi submetida a exames e está em isolamento domiciliar desde então.

Segundo informações passadas para o site Idest, todas as pessoas que tiveram contato com a mulher foram submetidas a testes e uma equipe especializada está monitorando e acompanhando o caso. A cidade tem três casos suspeitos, dois descartados e um confirmado.

Boletim

O Estado tem agora casos de Covid-19 em todas as quatro macrorregiões de Saúde do Estado, segundo dados revelados nesta terça-feira (7) pela secretaria de saúde. São 48 casos em Campo Grande, 9 em Nova Andradina, 6 em Batayporã, 6 em Dourados, 3 em Três Lagoas, 2 em Chapadão do Sul e um caso em cada uma das cidades: Corumbá, Sidrolândia, Ponta Porã, Sonora, Alcinópolis e Rio Verde de Mato Grosso.

Ao todo, são 753 casos notificados, 26 em investigação, 635 descartados, 12 excluídos e duas mortes. 29 pessoas estão em isolamento domiciliar no Estado, sendo que 33 finalizaram a quarentena, 16 permanecem internados, cinco em leitos do SUS e 11 em clínicas privadas.

A maior quantidade de casos ainda é em mulheres no Estado, sendo 56% dos pacientes e a maior quantidade de casos são em pessoas entre 30 e 39 anos.

Jornal Midiamax