Cotidiano

MS ocupa 2° lugar em ranking nacional com mais trabalhadores noturnos, aponta IBGE

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quarta-feira (26) dados do mercado de trabalho da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), e aponta que Mato Grosso do Sul ocupa o 2° lugar no ranking com mais trabalhadores noturnos no País. De acordo com a pesquisa, na semana de referência, cerca […]

Karina Campos Publicado em 26/08/2020, às 13h40 - Atualizado às 18h35

(Foto: Henrique Arakaki)
(Foto: Henrique Arakaki) - (Foto: Henrique Arakaki)

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quarta-feira (26) dados do mercado de trabalho da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), e aponta que Mato Grosso do Sul ocupa o 2° lugar no ranking com mais trabalhadores noturnos no País.

De acordo com a pesquisa, na semana de referência, cerca de 647 mil trabalhadores com 14 anos ou mais ocupavam atividades no período noturno, enquanto 9,2% no à noite, porcentual que fica atrás apenas do Distrito Federal.

Entre os homens, 674 mil executavam suas tarefas no período diurno e 85 mil (11,2%) o faziam no período noturno. Entre as mulheres, 549 mil executam os serviços no período diurno (93,3%). Já as que realizam trabalho noturno ou parcialmente noturno são 39 mil (6,7%). Entre as mulheres, a percentagem de 6,7% deixou o estado no quarto lugar.

Em Campo Grande, 88,3% homens realizam trabalho diurno e 11,7% realizam trabalho noturno. Da mesma forma, 92,5% (204 mil) das mulheres realizam trabalho diurno e 7,5% (16 mil) realizam trabalho noturno.

Ainda conforme os dados, MS tinha cerca de 2,15 milhões de pessoas com 14 anos ou mais, das quais, sendo que de 1,46 milhão estavam na força de trabalho. O número é considerado estável perante 2018. Com 67,8% da população de 14 anos ou mais na força de trabalho, MS em terceiro no ranking de estados da federação.

Jornal Midiamax