Cotidiano

Mensagem de pânico sobre infectados com coronavírus no HU é fake news, diz secretaria

Uma mensagem onde uma suposta funcionária do HU (Hospital Universitário) em Campo Grande diz que há sobrecarga de pacientes infectados com coronavírus no hospital, circula nas redes sociais. No áudio, a suposta servidora, com voz chorosa, fala que funcionários do hospital não conseguem mais tratar os pacientes, devido ao grande número de infectados. Sobre o […]

Diego Alves Publicado em 21/03/2020, às 20h54 - Atualizado às 20h57

Hospital Universitário (Foto: Arquivo Midiamax)
Hospital Universitário (Foto: Arquivo Midiamax) - Hospital Universitário (Foto: Arquivo Midiamax)

Uma mensagem onde uma suposta funcionária do HU (Hospital Universitário) em Campo Grande diz que há sobrecarga de pacientes infectados com coronavírus no hospital, circula nas redes sociais. No áudio, a suposta servidora, com voz chorosa, fala que funcionários do hospital não conseguem mais tratar os pacientes, devido ao grande número de infectados.

Sobre o áudio, a reportagem entrou em contato com a SES (Secretaria Estadual de Saúde), que informou tratar-se de fake news. Inclusive neste sábado (21), o HU emitiu um comunicado informando que não há nenhum paciente diagnosticado com o vírus internado no local. Neste sábado, foi divulgado que dezesseis casos de pessoas com o vírus foram confirmadas em Mato Grosso do Sul.

“O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian – Humap – UFMS informa que até o presente momento (21/03/2020) não possui nenhum caso confirmado de infecção pelo coronavírus (COVID-19)”, consta no comunicado.

Nesta quinta-feira (20), O secretário da Sejusp-MS (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul) Antônio Carlos Videira, gravou um vídeo informando que quem divulgar fake news, principalmente a respeito do novo coronavírus, poderá ser preso. Ainda de acordo com o secretário, as agências de inteligência da secretaria estão verificando quem cria essas notícias falsas.

Jornal Midiamax