Cotidiano

Governo de MS libera linha de crédito de R$ 50 milhões para microempresários

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (20), o secretario da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck declarou que o governo estará liberando, a partir da próxima segunda-feira (23), cerca de R$ 50 milhões para os micro e pequenos empresários de MS. O governo montou um […]

Vinícius Costa Publicado em 20/03/2020, às 16h21 - Atualizado às 16h50

(Foto: Divulgação, Governo de MS)
(Foto: Divulgação, Governo de MS) - (Foto: Divulgação, Governo de MS)

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (20), o secretario da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck declarou que o governo estará liberando, a partir da próxima segunda-feira (23), cerca de R$ 50 milhões para os micro e pequenos empresários de MS.

O governo montou um comitê de acompanhamento econômico que é constituído pela secretaria de governo, secretaria da fazenda e do desenvolvimento econômico. Na oportunidade, Verruck destacou que o comitê estará fazendo um acompanhamentos daquilo que trata dos impactos econômicos e impacta o emprego em Mato Grosso do Sul.

Segundo o secretário, o dinheiro será destinado para o pagamento dos salários dos funcionários, realizar a compra de insumos e demais produtos para os bares e restaurantes. A linha de crédito liberado pelo governo terá um juros de 5% ao ano com prazo de meses para serem pagos.

“Atende exatamente aquilo que o setor empresarial estava precisando, agora voltado para os micro e pequenos empresários. Então é uma medida que estamos tomando para tentar preservar parte desses empresários que a gente sabe que muitos deles estão fechados”, disse Jaime Verruck.

Na sexta, os deputados aprovaram o decreto de calamidade pública que flexibiliza Mato Grosso do Sul a descumprir algumas metas da responsabilidade fiscal para que os recursos não fiquem prejudicados.

Restaurantes seguindo recomendação

Após decretos e recomendações e, observando a queda na demanda, por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19), os donos de restaurantes no centro de Campo Grande começam a baixar as portas nesta sexta-feira (20).

Em primeira recomendação, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) pediu que os restaurantes adotassem medidas de prevenção como disponibilizar álcool em gel 70% na entrada dos estabelecimentos e dispor de anteparo salivar nos equipamentos de bife, além de dispor as mesas com uma distância mínima de um metro e meio.

Já nesta sexta-feira (20) um novo texto proíbe aglomerações com mais de 20 pessoas em toda a cidade. “Passa a ser liberada somente ‘a realização de eventos com no máximo 20 (vinte) pessoas para igrejas, museus, teatros, bibliotecas e centros culturais”.

Jornal Midiamax