Cotidiano

Estudo que avalia proporção da população com anticorpos de coronavírus avança para 4ª etapa

O estudo coordenado pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas, que avalia a proporção da população com anticorpos para o novo coronavírus nos principais centros urbanos brasileiros, avança para a quarta etapa da pesquisa, na qual Campo Grande faz parte, nesta quinta-feira (27) e domingo (30). O Epicovis19-BR (Estudo de Evolução da […]

Karina Campos Publicado em 26/08/2020, às 16h04 - Atualizado às 16h57

Foto: Ilustrativa Acácio Pinheiro/Agência Brasília
Foto: Ilustrativa Acácio Pinheiro/Agência Brasília - Foto: Ilustrativa Acácio Pinheiro/Agência Brasília

O estudo coordenado pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas, que avalia a proporção da população com anticorpos para o novo coronavírus nos principais centros urbanos brasileiros, avança para a quarta etapa da pesquisa, na qual Campo Grande faz parte, nesta quinta-feira (27) e domingo (30).

O Epicovis19-BR (Estudo de Evolução da Prevalência de Infecção por Coronavírus no Brasil) avalia 133 cidades do País. Após as primeiras análises, os participantes são monitorados por telefone. A logística e a metodologia do estudo seguem o mesmo funcionamento das três etapas anteriores.

O objetivo do estudo é avaliar a proporção da população que já possuiria anticorpos contra coronavírus.

O centro de pesquisa informou que nos quatro dias de coleta, entrevistadores do Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) Inteligência, empresa com experiência em pesquisas populacionais, vão visitar 250 domicílios selecionados por critérios estatísticos em cada uma das cidades e convidar os moradores a participar das entrevistas e testes rápidos para o coronavírus.

Como nas outras etapas, um profissional de enfermagem contratado e residente em cada município fará o contato prévio para a elaboração da logística em cada local.

Jornal Midiamax