Cotidiano

Crise do coronavírus afeta Feira Central e negócios encerram atividades em Campo Grande

A crise gerada pela pandemia de coronavírus tem causado prejuízo a diversos setores e já afeta a situação financeira da Feira Central, um principais atrativos turísticos de Campo Grande. Local conhecido pela cultura gastronômica, a Feira Central já fechou diversos empreendimentos.  Cerca de 40% dos estabelecimentos estão fechados, sem funcionar devido à crise sanitária. Outros […]

Mylena Rocha Publicado em 15/05/2020, às 11h28 - Atualizado às 12h15

Foto Ilustrativa: Divulgação/Feira Central
Foto Ilustrativa: Divulgação/Feira Central - Foto Ilustrativa: Divulgação/Feira Central

A crise gerada pela pandemia de coronavírus tem causado prejuízo a diversos setores e já afeta a situação financeira da Feira Central, um principais atrativos turísticos de Campo Grande. Local conhecido pela cultura gastronômica, a Feira Central já fechou diversos empreendimentos. 

Cerca de 40% dos estabelecimentos estão fechados, sem funcionar devido à crise sanitária. Outros estão encerrando as atividades permanentemente. Além disso, cinco profissionais ligados diretamente à administração do local foram dispensados na tentativa de conter gastos e dar sobrevida ao ponto turístico campo-grandense.

Em 2017, um estudo realizado pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) apontou que a ‘feirona’ sofreria decadência caso não passasse por adequações e modernização em sua estrutura física. Segundo a administração da Feira, essa previsão já é realidade e coloca em risco a sobrevivência desse patrimônio, uma vez que até hoje os empresários aguardam os investimentos que dependem de licitação.

“A crise do novo coronavírus só veio dificultar ainda mais a sobrevivência desses negócios. Por isso, mais do que nunca a Afecetur (Associação da Feira Central, Cultural e Turística de Campo Grande) busca o apoio e conscientização da população e do poder público sobre a necessidade de que esse espaço seja recuperado, afinal, a história de Campo Grande passa por aqui”.

Jornal Midiamax