Cotidiano

Com aumento de diagnósticos de coronavírus, Saúde de MS vai contratar mais 207 leitos

A Secretaria Estadual de Saúde está trabalhando para contratar mais 207 leitos em meio a mais casos notificados do novo coronavírus, o Covid-19. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (19) pelo secretário de Saúde Geraldo Resende. No Estado, são 3083 leitos do SUS e outros 180 na rede privada. Serão 142 leitos de CTI, 40 […]

Evelin Cáceres Publicado em 19/03/2020, às 12h52 - Atualizado em 21/03/2020, às 09h57

Secretário de Saúde, Geraldo Resende. (Midiamax)
Secretário de Saúde, Geraldo Resende. (Midiamax) - Secretário de Saúde, Geraldo Resende. (Midiamax)

A Secretaria Estadual de Saúde está trabalhando para contratar mais 207 leitos em meio a mais casos notificados do novo coronavírus, o Covid-19. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (19) pelo secretário de Saúde Geraldo Resende. No Estado, são 3083 leitos do SUS e outros 180 na rede privada.

Serão 142 leitos de CTI, 40 clínicos e 25 semi-intensivos. “É esforço e trabalho de pessoas que estão dando seu melhor para salvar vidas. Estamos todo lutando para preservar vidas em nosso Estado”, informou.

HRMS

O HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul) disponibilizou o sétimo andar inteiro do prédio exclusivamente para o atendimento a pacientes do novo coronavírus (Covid-19). São 48 leitos disponíveis e o hospital adotou a medida como emergencial, para atender a SES (Secretaria de Estado de Saúde). O HRMS é referência no tratamento da doença no estado. No entanto, não foi divulgado se existem os leitos de pressão negativa na unidade.

A unidade está adotando outras ações de “desospitalização”, entre elas: nos próximos quatro meses, o PAM será totalmente regulado, ou seja, não irá atender demanda espontânea. Essa medida foi tomada para evitar o fluxo de pessoas no local, que varia entre 80 e 100 pacientes, fora os acompanhantes, que geralmente somam mais de 200 pessoas em um espaço de 162 metros quadrados. A diminuição das visitas e a suspensão de cirurgias eletivas (exceto as oncológicas, e de urgência e emergência) também foram anunciadas pelo Hospital.

Santa Casa

Nesta quinta, a Santa Casa de Campo Grande informou já ter preparado 33 leitos para disponibilizar, caso seja necessária a internação de pessoas infectadas com o vírus. São 23 clínicos e 10 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), caso haja a necessidade.

No local, existem os quatro únicos leitos de UTI isolamento com câmara de pressão negativa, utilizados em casos mais graves da doença. No HU-UFMS (Hospital Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), são dois leitos do tipo, mas ambos estão ‘há muito tempo’ sem os filtros HEPA, inutilizando os leitos.

A assessoria de comunicação do Hospital Universitário foi questionada sobre as UTIs, mas não se posicionou sobre o assunto.

Jornal Midiamax