Cotidiano

Cidades em MS suspendem aulas e até fecham visitação em pontos turísticos

Diversas cidades de Mato Grosso do Sul têm seguido as medidas implantadas pela Prefeitura da Capital e pelo Governo do Estado para prevenir a transmissão do coronavírus. Pelo menos oito cidades publicaram nos diários oficiais desta quarta-feira (18) os decretos com a suspensão de aulas e eventos. Uma das principais cidades turísticas de MS, Bonito […]

Mylena Rocha Publicado em 18/03/2020, às 09h12

Foto: Divulgação/Prefeitura de Bonito
Foto: Divulgação/Prefeitura de Bonito - Foto: Divulgação/Prefeitura de Bonito

Diversas cidades de Mato Grosso do Sul têm seguido as medidas implantadas pela Prefeitura da Capital e pelo Governo do Estado para prevenir a transmissão do coronavírus. Pelo menos oito cidades publicaram nos diários oficiais desta quarta-feira (18) os decretos com a suspensão de aulas e eventos. Uma das principais cidades turísticas de MS, Bonito fechou a visitação de dois pontos muito visitados.

Conforme publicação no Diário Oficial dos Municípios de MS, a cidade de Bonito suspendeu as aulas em escolas municipais por 20 dias corridos, contados a partir da quinta-feira (19). Outra curiosidade é que o município tem uma tolerância menor para a realização de eventos. Diferente da maioria das cidades, que não permite eventos com mais de 100 pessoas, Bonito só permite eventos com menos de 50 pessoas.

Outra característica é que as visitações e a comercialização de vouchers para passeios como a Gruta Azul e o Balneário Municipal estão suspensos por 20 dias. A visitação é proibida, mesmo para quem já comprou o ingresso. No caso de passeios em fazendas e balneários particulares, os estabelecimentos devem adotar medidas para controle e para evitar disseminação do coronavírus.

Com relação às outras cidades de Mato Grosso do Sul, os decretos têm medidas muito similares às de Campo Grande. As aulas em escolas municipais foram suspensas em Amambai, Antônio João, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Eldorado, Ladário e São Gabriel do Oeste. Aulas ficam suspensas por até 20 dias corridos.

Jornal Midiamax