Cotidiano

Cacique da aldeia Jaguapiru morre aos 68 anos em Dourados

Faleceu na manhã deste sábado (4), o  cacique indígena Renato de Souza, 68 anos,da Aldeia Jaguapiru. Ele teve complicações renais.O corpo será velado na própria aldeia  onde morava e atuava em prol das causas indígenas. No ano passado, por conta de uma confraternização que realizou em sua casa no Dia do Índio, ele fez algumas […]

Marcos Morandi Publicado em 04/01/2020, às 12h44 - Atualizado às 12h45

O corpo será velado na Aldeia Jaguapiru. (Foto: DouradosAgora)
O corpo será velado na Aldeia Jaguapiru. (Foto: DouradosAgora) - O corpo será velado na Aldeia Jaguapiru. (Foto: DouradosAgora)

Faleceu na manhã deste sábado (4), o  cacique indígena Renato de Souza, 68 anos,da Aldeia Jaguapiru. Ele teve complicações renais.O corpo será velado na própria aldeia  onde morava e atuava em prol das causas indígenas.

No ano passado, por conta de uma confraternização que realizou em sua casa no Dia do Índio, ele fez algumas críticas à ação de grupos que agiam nas comunidades.”As Ongs fazem campanhas, arrecadam muito dinheiro e aqui nada investem. Já as igrejas fazem os índios uma massa de manobra e tentam implantar  na aldeia uma cultura que não é do índio”, disse.

Ele também tinha preocupação com a identidade local, principalmente com os indígenas mais jovens, que deixavam antigos hábitos de lado.  A maioria, segundo o cacique, tem vergonha de dançar e até de dizer na cidade que é indígena.

Jornal Midiamax