Cotidiano

Boa notícia: Campo Grande não registra morte por coronavírus nesta segunda

O boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), divulgado na tarde desta segunda-feira (24), trouxe uma boa notícia para os campo-grandenses que vivem dias nebulosos com a pandemia do novo coronavírus. De acordo com os números apresentados, nenhuma morte foi registrada nesta segunda até o momento. As quatro mortes que foram acrescidas as estatísticas […]

Vinícius Costa Publicado em 24/08/2020, às 17h18 - Atualizado às 17h39

(Foto: Leonardo de França/ Arquivo Midiamax)
(Foto: Leonardo de França/ Arquivo Midiamax) - (Foto: Leonardo de França/ Arquivo Midiamax)

O boletim epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), divulgado na tarde desta segunda-feira (24), trouxe uma boa notícia para os campo-grandenses que vivem dias nebulosos com a pandemia do novo coronavírus. De acordo com os números apresentados, nenhuma morte foi registrada nesta segunda até o momento.

As quatro mortes que foram acrescidas as estatísticas de hoje aconteceram na semana anterior. Um óbito foi registrado no dia 19 de agosto e os outros três no dia 23, que elevaram a quantidade de mortes para 300 em Campo Grande, desde o início da pandemia do coronavírus.

De acordo com a Sesau, todas as vítimas são pessoas idosas. A primeira vítima é um idoso, de 68 anos que tinha diabete, doença cardiovascular, hipotiroidismo como comorbidades. A segunda é uma idosa, de 84 anos que tinha doença neurológica crônica; a terceira foi um homem, de 63 anos com doença cardiovascular crônica; a quarta uma idosa, também de 84 anos que possuía doença cardiovascular crônica e doença neurológica crônica. Três estavam internado em hospital privado e apenas uma em hospital público.

O boletim ainda apresentou as confirmações da doença que saltaram de 18.577 para 18.875, um acréscimo de 298 pacientes que testaram positivo para a doença nas últimas 24 horas. Deste número, 417 estão em isolamento domiciliar, 273 internados e 17.885 estão recuperados da covid-19.

Jornal Midiamax