Cotidiano

VÍDEO: Jararaca é capturada após invadir residência em MS: terceira em cinco dias

Uma jararaca foi capturada por homens da PMA (Polícia Militar Ambiental) após ser vista por uma mulher, nesta segunda-feira (4), dentro de uma residência na avenida principal de Coxim, cidade a 252 km de Campo Grande. De acordo com os policiais, a serpente foi capturada e colocada em uma caixa de contenção. Por não apresentar […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 04/02/2019, às 18h16 - Atualizado em 05/02/2019, às 12h14

(Foto: divulgação | PMA)
(Foto: divulgação | PMA) - (Foto: divulgação | PMA)

Uma jararaca foi capturada por homens da PMA (Polícia Militar Ambiental) após ser vista por uma mulher, nesta segunda-feira (4), dentro de uma residência na avenida principal de Coxim, cidade a 252 km de Campo Grande.

De acordo com os policiais, a serpente foi capturada e colocada em uma caixa de contenção. Por não apresentar lesões, a Jararaca foi solta no habitat natural, distante da zona urbana de Coxim.

Está é a terceira vez que uma serpente do mesmo gênero é capturada na localidade – no último dia 31, dois exemplares, um deles conhecido como “jararaca boca-de-sapo”, foram localizadas pela PMA embaixo da máquina de lavar da área de serviço de uma residência em Coxim.

A jararaca é uma espécie comum do cerrado e é comum em áreas rurais, podendo ser encontrada, também, em áreas periurbanas, ou seja, em locais da cidade com bastante vegetação. Elas chegam a medir cerca de 1,2m, em média. Por ser venenosa e ter uma picada violenta, é responsável pela maior parte de acidentes com répteis peçonhentos no Brasil.

Caso um exemplar seja avistado, recomenda-se chamar a PMA ou o Corpo de Bombeiros. Confira abaixo o vídeo da captura da serpente em Coxim:

Jornal Midiamax