Cotidiano

Vacinação contra gripe é oferecida em CRSs e trailer na Praça Ary Coelho no feriado

A campanha de vacinação contra a gripe A, não será interrompida nesta quarta-feira (1°). O atendimento para os grupos de risco será realizado nos CRSs (Centros Regionais de Saúde) do Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho e Coophavilla II, das 6h15 às 17h45 sem intervalo para almoço. Além do trailer na Praça Ary Coelho, atendendo das […]

Ana Paula Chuva Publicado em 30/04/2019, às 17h55 - Atualizado às 17h56

None

A campanha de vacinação contra a gripe A, não será interrompida nesta quarta-feira (1°). O atendimento para os grupos de risco será realizado nos CRSs (Centros Regionais de Saúde) do Nova Bahia, Tiradentes, Aero Rancho e Coophavilla II, das 6h15 às 17h45 sem intervalo para almoço. Além do trailer na Praça Ary Coelho, atendendo das 7h15 às 16h45.

De acordo com a Prefeitura, a vacinação contra a gripe segue até 31 de maio e no próximo sábado (4) o Dia D da mobilização. Para este ano a meta é vacinar 90% do público alvo em Campo Grande estimado em pouco mais de 219 mil e as pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais, também devem se vacinar.

Vale lembrar que é obrigatório a apresentação da prescrição ou laudo médico no ato da vacinação. O documento ficará retido na unidade vacinadora para posterior conferência. Pacientes cadastrados em programas como o Hiperdia deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina.

No grupo de risco estão portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, indivíduos com 60 anos ou mais de idade; as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas; os professores de escolas públicas e particulares; as crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes; e, os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

Além dos adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e a população privada de liberdade, bom como os funcionários do sistema prisional serão imunizados em esquema de programado pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Para receber a imunização, todos devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha). E os profissionais de saúde, além dos documentos exigidos devem apresentar a carteira de conselho ou holerite;

As gestantes e puérperas devem levar o cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; os indígenas o cadastro na SESAI; e para os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas devem ser apresentados os documentos comprobatórios que informe a condição de policial civil ou militar. O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não irá disponibilizar doses extras.

Segundo um boletim divulgado pela Sesau, no último dia 24, cerca de 35.721 mil pessoas foram vacinadas, 16,26% do público alvo.

Site

Para facilitar o acesso às informações da Campanha, a Sesau disponibiliza um site específico. Neste endereço, estão todas as informações sobre quem deve se vacinar, locais de vacinação e documentos que devem ser apresentados.

Jornal Midiamax