Cotidiano

Prefeitura substitui ambulâncias avançadas e frota do Samu segue completa na Capital

A Prefeitura Municipal de Campo Grande apresentou, na manhã desta terça-feira (30), as novas ambulâncias entregues pelo Ministério da Saúde para renovar a frota municipal do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). As três novas ambulâncias, que são modelos considerados mais resistentes da marca Mercedez-Benz, vão substituir as três unidades USA (Unidade de Suporte […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 30/04/2019, às 10h23 - Atualizado às 10h29

None
Três novas unidades substituirão as avançadas que atualmente estão em operação (Foto: Marcos Ermínio | Midiamax)

A Prefeitura Municipal de Campo Grande apresentou, na manhã desta terça-feira (30), as novas ambulâncias entregues pelo Ministério da Saúde para renovar a frota municipal do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

As três novas ambulâncias, que são modelos considerados mais resistentes da marca Mercedez-Benz, vão substituir as três unidades USA (Unidade de Suporte Avançado), também conhecidas como Alfa. Cada uma delas tem valor estimado em cerca de R$ 172 mil.

As ambulâncias receberão o maquinários das alfas antigas, que continuarão integrando a frota, mas como USB (Unidade de Suporte Básico). Com a substituição, a frota do Samu seguirá completa, ou seja, com 10 USB, 3 USA e 2 motolâncias.

“A frota estará completa e renovada e com isso as ambulâncias vão gastar mais tempo em atendimentos, e não nas oficinas”, comenta Maithe Vendas Galhardo, coordenadora do Samu, para quem a ampliação da frota para o nível máximo é uma conquista que encerra tempos de escassez na cidade. “Era uma angustia enorme não poder atender ocorrências devidamente por falta de recursos”, complementa.

O titular da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), José Mauro Filho, destacou os números dos atendimentos do Samu em 2018, quando 33 mil atendimentos foram efetuados. “Elas vão fazer frente a uma demanda de serviços de urgência que cresce em todo o país e são o cartão de visita da saúde pública na cidade, já que são elas que fazem os primeiros atendimentos. Essa renovação, portanto, é vital para maior número de atendimentos”, considera.

Ele cita, também, reportagem da Revista Emergência, especializada no segmento, que menciona Campo Grande como a capital com maior índice de atendimentos na região centro-oeste. Segundo a reportagem, a Capital também ficaria em primeiro, proporcionalmente, em relação a atendimentos em todo o país.

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) reforça a afirmação. Segundo Trad, a Sesau estima que, diariamente, a frota de ambulâncias da Capital percorram cerca de 4,5 mil km. “Dá para ir a São Paulo 4 vezes e meia, diariamente. E agora, renovadas, essas ambulâncias vão dar mais segurança às pessoas socorridas, independentemente de cor ou idade”, conclui.

Jornal Midiamax