Passageiros deixam para comprar passagem na última hora e enfrentam filas e falta de acentos

Quem deixou para comprar a passagem de ônibus para curtir os dias de descanso fora de Campo Grande está enfrentando dificuldade em encontrar acentos disponíveis e longas filas para retirada do bilhete. Segundo a administração do Terminal Rodoviário de Campo Grande, o maior movimento no local aconteceu durante a noite de sexta-feira (1º). De acordo […]
| 02/03/2019
- 18:51
Passageiros deixam para comprar passagem na última hora e enfrentam filas e falta de acentos

Quem deixou para comprar a passagem de ônibus para curtir os dias de descanso fora de Campo Grande está enfrentando dificuldade em encontrar acentos disponíveis e longas filas para retirada do bilhete. Segundo a administração do Terminal Rodoviário de Campo Grande, o maior movimento no local aconteceu durante a noite de sexta-feira (1º).

De acordo com a Rodoviária, a expectativa era de que 28 mil pessoas circulassem pelo terminal de sexta-feira até quarta-feira (6). Na tarde deste sábado (2), a dificuldade encontrada tem sido com relação aos passageiros que não haviam adquirido a passagem com antecedência e que estão contando com a paciência para esperar por uma vaga.

É o caso do caldeireiro e empilhador Paulo Souza, de 26 anos, que busca uma passagem para Goiânia (GO), mas que até agora não conseguiu. “Estou aqui desde a meia noite e o próximo ônibus é o das 15h e tem apenas uma vaga, que é para pessoa com deficiência. Só se não houver procura o sistema me deixa comprar. Se tudo der certo chego lá às 4h30”. A viagem, segundo ele, será a trabalho e não para curtir o Carnaval.

Já o enfermeiro Antonio Oliveira Bertoni, de 33 anos, contou que tentou comprar a passagem por três dias. “Para conseguir tive que vir pessoalmente aqui, Carnaval é bem animado por lá, mas estou indo porque não me adaptei a Campo Grande”, contou.

Na fila com toda a família, o servidor público municipal Wellington de Oliveira, de 29 anos, espera conseguir passagem para viajar com mulher e dois filhos para São Gabriel do Oeste. “Agora que o dinheiro está na conta, vamos tentar a passagem para visitar a família da minha esposa”.

Apesar disso, houve também que tenha se programado e comprado a passagem antes para evitar surpresas. Foi o que fez a atendente de telemarketing Lorena Araújo, de 20 anos. Apesar disso ela teve que enfrentar fila grande para retirar sua passagem. “Vou aproveitar um dia de descanso para ver família, amigos e curtir o carnaval e segunda estou de volta para trabalhar”.

A fila mais longa era a da Viação Andorinha, que contava com cerca de 30 pessoas, entre retirada de passagens e compras. Os destinos mais procurados, segundo a concessionária, são Corumbá, Ponta Porã, Cuiabá (MT), Brasília (DF) e São Paulo.

Apesar do transtorno relatado por alguns passageiros, conforme a concessionária que administra o Terminal, de sexta-feira até hoje foram disponibilizados 22 carros extras das empresas de ônibus e a expectativa era de que circulassem 7 mil pessoas entre esses dias.

Veja também

Chuva que antecede mudança drástica nas temperaturas chegou com ventos consideráveis e raios na noite...

Últimas notícias