Cotidiano

Novo espaço do TJMS poderá fazer 16 casamentos civis por dia

Foi inaugurado na tarde desta terça-feira (15) um espaço para cerimônias de casamento civil no Cijus (Centro Integrado de Justiça). No local serão realizadas celebrações de união que forem habilitadas nos cartórios extrajudiciais do 2° e 9° Ofícios de Registro de Campo Grande, de forma gratuita. O espaço tem capacidade para realizar até 16 casamentos […]

Ana Paula Chuva Publicado em 15/10/2019, às 18h31

(Divulgação)
(Divulgação) - (Divulgação)

Foi inaugurado na tarde desta terça-feira (15) um espaço para cerimônias de casamento civil no Cijus (Centro Integrado de Justiça). No local serão realizadas celebrações de união que forem habilitadas nos cartórios extrajudiciais do 2° e 9° Ofícios de Registro de Campo Grande, de forma gratuita.

O espaço tem capacidade para realizar até 16 casamentos por dia, funcionando das 14h às 16h para celebrações do 2° Ofício e das 16h às 18h casamentos do 9° serviço notarial. A sala tem ambiente exclusivo e climatizado podendo acomodar alguns convidados além das testemunhas.

Conforme o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) a habilitação para o casamento acontece em dois momentos: no primeiro, os casais procuram um dos cartórios de registro civil da cidade e, para quem possui condições financeiras, o custo gira em torno de R$ 506,00 com todas as taxas inclusas.   Já quem não pode pagar pelo casamento, o serviço é gratuito.

Depois da habilitação, uma data é agendada para a celebração que antes seria realizada no próprio cartório extrajudicial, e a partir de agora, quem buscar os serviços do 2º e 9º ofício, as celebrações pelo juiz de paz serão realizadas no espaço do Cijus.

Vale lembrar que a celebração civil é gratuita para todos os casos. Somente os casais que solicitam a presença do juiz de paz em local específico, como onde se dará a festa de casamento, arcam com os honorários cobrados para tal.

Mas para quem optar por utilizar o espaço do Cijus, não há qualquer custo, mesmo para aqueles que já pagaram as taxas cartorárias pela certidão que, aliás, é impressa na hora, logo após a celebração.

Jornal Midiamax