Cotidiano

Moradores de assentamento são multados em R$ 25 mil por criar gado em área de preservação

Dois moradores de um assentamento em Nova Alvorada do Sul foram autuados por utilizarem uma área de reserva legal coletiva do assentamento Volta Redonda para criação de gado. A fiscalização ocorreu devido à denúncias recebidas pela PMA (Polícia Militar Ambiental). Ao chegar no local na tarde da segunda-feira (18), os Policiais avistaram várias cabeças de […]

Dândara Genelhú Publicado em 19/11/2019, às 10h14 - Atualizado às 10h31

Foto: Divulgação/ PMA
Foto: Divulgação/ PMA - Foto: Divulgação/ PMA

Dois moradores de um assentamento em Nova Alvorada do Sul foram autuados por utilizarem uma área de reserva legal coletiva do assentamento Volta Redonda para criação de gado. A fiscalização ocorreu devido à denúncias recebidas pela PMA (Polícia Militar Ambiental).

Ao chegar no local na tarde da segunda-feira (18), os Policiais avistaram várias cabeças de gado na área da reserva legal. Nos lotes dos assentados haviam aberturas nas cercas para que o gado tivesse acesso livre ao espaço de preservação.

Moradores de assentamento são multados em R$ 25 mil por criar gado em área de preservação
Foto: Divulgação/ PMA

A área em questão já havia sido cercada pelo INCRA (Instituto Nacional de Reforma Agrária) para recuperação, como exigência para o licenciamento do assentamento rural. Enquanto a equipe da PMA realizava a fiscalização no lote vizinho, os dois assentados tentaram retirar o gado da área proibida.

Com a comprovação do uso de uma área indevida para a manutenção de uma criação de bois, os dois responsáveis pelos animais foram multados. A mulher, 43, recebeu R$ 10 mil de multa e o homem, 67, foi multado em R$ 15 mil. Além disto, os dois podem responder por crime ambiental, que tem pena prevista de três meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax